Leila Coimbra e Juliana Rocha – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai terminar o seu mandato com 18% das obras do PAC... PAC não concluirá 18% das obras previstas até 2010

Leila Coimbra e Juliana Rocha –

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai terminar o seu mandato com 18% das obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) por concluir.

Os projetos que não ficaram prontos somam R$ 97,8 bilhões.

O governo fez, no entanto, um esforço no desembolso de recursos nos últimos meses dois meses do atual mandato e, dos R$ 657 bilhões previstos para investimentos do PAC, terá executado até o fim do ano R$ 619 bilhões, o que representa 94% do orçamento total previsto.

Em 31 outubro, os desembolsos somavam R$ 559 bilhões, o que significa que, nos dois últimos meses, o governo terá desembolsado o valor recorde de R$ 59, 4 billhões.

Em dezembro de 2009, três anos após o lançamento do PAC, apenas R$ 403 bilhões haviam sido gastos no programa –ou 63% do total previsto para quatro anos.

IMPRENSA
O presidente Lula afirmou que quando o PAC foi lançado, em 2006, decidiu que a Casa Civil organizaria entrevistas coletivas a cada quatro meses para falar do andamento das obras. E, mais uma vez, reclamou da cobertura da imprensa.

Lula disse que ela nunca teve perguntas censuradas nesses eventos, mas sempre preferiu mostrar números e resultados desfavoráveis sobre o programa.

“Muitas vezes as manchetes colocavam em dúvida o sucesso do PAC. Tinha até programa de TV em época de eleição fazendo caravana pelo país mostrando que tinha buraco. Se quiser procurar com lupa a gente acha buraco até em casa”, afirmou.

Para evitar críticas, Lula disse que desistiu de estabelecer uma meta de construção de casas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida que, inicialmente, previa um milhão de casas de seu lançamento até o fim do governo.

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *