Com informações do G1 A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), reagiu de maneira inusitada a um protesto na porta de...

Com informações do G1

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), reagiu de maneira inusitada a um protesto na porta de sua casa, durante a manhã, em Porto Alegre. Sindicalistas e servidores pediam o impeachment da governadora, pela série de denúncias de corrupção no governo, além da utilização de caixa dois durante a campanha para o Palácio Piratini. Irritada, Yeda foi até a porta da casa e exibiu cartaz com os dizeres: “Vocês não são professores. Torturam crianças. Abram alas que minhas crianças têm aula”.

A última das denúncias que envolvem o nome de Yeda Crusius foi publicada pela revista “Veja”. Segundo a matéria, Carlos Crusius, ex-marido da governadora, teria recebido R$ 400 mil, depois das eleições, de duas empresas fabricantes de cigarro.O dinheiro teria sido utilizado no pagamento de contas pessoais do casal e na compra do imóvel. Ele disse “nunca ter visto” R$ 400 mil juntos.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *