Da Agência Senado (www.senado.gov.br) O presidente do Senado, José Sarney, emitiu, na manhã desta terça-feira (19), ofícios aos líderes partidários pedindo-lhes que indiquem nomes...

Da Agência Senado (www.senado.gov.br)

O presidente do Senado, José Sarney, emitiu, na manhã desta terça-feira (19), ofícios aos líderes partidários pedindo-lhes que indiquem nomes para compor as CPIs da Petrobrás e da Amazônia, cujos requerimentos de instalação foram lidos em plenário na última sexta-feira (15). Indagado por jornalistas sobre a CPI da Petrobrás, ele disse que não deseja se manifestar sobre o assunto.

– Como presidente da Casa, quero manter uma posição de distanciamento, cumprindo rigorosamente o que determina o Regimento Interno e o que impõe a Constituição Federal. Não quero, portanto, opinar.

Nos Ofícios, Sarney pede as indicações de 11 titulares e sete suplentes para cada uma dessas CPIs, de acordo com cálculos de proporcionalidade e no prazo de cinco dias, fixado em acórdão pelo Supremo Tribunal Federal.

Ele pede aos líderes do Governo, Aloizio Mercadante (PT-SP), e do Bloco da Maioria, Renan Calheiros (PMDB-AL), a indicação, cada um, de três titulares e dois suplentes; ao líder do DEM, José Agripino (RN), a indicação de dois titulares e um suplente; aos líderes do PSDB, Arthur Virgilio (AM), e do PTB, Gim Argello (DF) a indicação, cada um, de um titular e um suplente; e ao líder do PDT, Osmar Dias, a indicação de um titular. Em tese, os governistas teriam seis dos 11 integrantes na CPI.

Requisitados os nomes para as CPIs, Sarney disse que aguarda agora a manifestação dos líderes partidários. Ele afirmou que as Comissões se instalarão na hora que esses líderes quiserem, “podendo ser o mais rapidamente possível”.

 

Leia a íntegra da notícia no site da Agência Senado clicando aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *