Com informações da Folha Online. O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio, não vai mais apresentar ao Conselho de Ética a quarta denúncia contra...

Com informações da Folha Online.

O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio, não vai mais apresentar ao Conselho de Ética a quarta denúncia contra o presidente da Casa, José Sarney. Agora, o parlamentar vai encaminhar ao primeiro-secretário, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), um pedido de abertura de processo administrativo contra o ex-diretor geral, Agaciel Maia.

Virgílio pretendia apresentar nova reclamação contra José Sarney por quebra de decoro parlamentar. Gravações da Polícia Federal teriam indicado que o peemedebista poderia estar envolvido na contratação de parentes e apadrinhados por meio dos “atos secretos”. Só o tucano já denunciou Sarney ao Conselho, recém-reativado, outras três vezes. O PSOL, por sua vez, entrou com uma representação contra o político.

De acordo com técnicos tucanos, a reclamação não teria respaldo, já que a ilegalidade teria partido de Agaciel Maia, maior mentor e responsável pela edição dos atos sigilosos. No último mês, Maia passou a responder a um processo administrativo. Ele pode inclusive ser demitido do serviço público.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *