Com informações do G1. Um decreto cria diárias para viagens de ministros pelo país. Até então, os chefes de Estado costumavam usar verbas de...

Com informações do G1.

Um decreto cria diárias para viagens de ministros pelo país. Até então, os chefes de Estado costumavam usar verbas de fundos ou mesmo de cartões corporativos para pagar estadia em hotéis, alimentação e locomoção. O anúncio foi feito pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

Essas diárias vão variar de acordo com o destino. A mais baixa será de R$ 458 e a mais alta de R$ 581. A criação delas foi uma das recomendações da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Cartões Corporativos, encerrada no ano passado. Nas viagens para fora do Brasil, as despesas devem ser custeadas pelos próprios ministros.

A medida também reajusta as diárias dos servidores federais, que sobe de R$ 85 para R$ 178. Quando a viagem for para Manaus, Brasília ou Rio de Janeiro, o valor passa de R$ 106 para R$ 224.

Com essas mudanças, o impacto no orçamento do ano que vem deve ser de R$ 200 milhões.

O decreto foi assinado hoje pelo presidente Lula e deve ser publicado no Diário Oficial desta quarta.

Para ler esta matéria na íntegra, clique aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *