Com informações da Folha Online. A Controladoria Geral da União afirmou hoje que, desde o ano passado, alerta o governo sobre o pagamento indevido...

Com informações da Folha Online.

A Controladoria Geral da União afirmou hoje que, desde o ano passado, alerta o governo sobre o pagamento indevido da CPMF a fornecedores. O imposto foi extinto no fim de 2007.

Em nota, o órgão diz que, em casos de faturas pagas, a recomendação era de realizar a compensação dos valores em pagamentos futuros de contratos em vigor. Para os encerrados, a sugestão era que o contratante negociasse com a empresa.

De acordo com a CGU, a maior dificuldade foi nas áreas de obras de infraestrutura. Nelas, o valor da CPMF continuava incluído no cálculo de bonificações.

Reportagem do jornal O Globo apontou esta semana que 20 auditorias do Tribunal de Contas da União identificaram que empresas e órgãos do governo ainda repassam o equivalente ao valor da CPMF a fornecedores, que ficam com esses recursos.

Hoje, o Ministério do Planejamento determinou a revisão de todos os contratos fechados pelo goveno.

Para ler esta matéria na íntegra, clique aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *