Com informações do Estadão. O ex-diretor geral do Senado, Agaciel Maia, apontado como editor dos atos secretos feitos durante 14 anos, tinha um outro...

Com informações do Estadão.

O ex-diretor geral do Senado, Agaciel Maia, apontado como editor dos atos secretos feitos durante 14 anos, tinha um outro hábito um tanto diferente. Ele costumava sortear gratificações entre os funcionários da Gráfica da Casa, onde também trabalhou. Nos últimos anos, servidores comissionados teriam participado do “bolão”. A denúncia foi feita por chefes de serviço da gráfica.

Relatos indicam ainda que Agaciel acompanhava pessoalmente a distribuição dos “prêmios”. Com um saco na mão e números de matrícula de funcionários, assessores de Maia sorteavam os beneficiados. Pelas denúncias, os “sortudos” inclusive continuam recebendo a gratificação.

O caso deve começar a ser investigado internamente a partir de hoje.

Para conferir esta matéria na íntegra, clique aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *