Com informações da Folha Online. O partido Democratas entrou hoje com uma representação no Tribunal de Contas da União e outra no Ministério Público...

Com informações da Folha Online.

O partido Democratas entrou hoje com uma representação no Tribunal de Contas da União e outra no Ministério Público Federal pedindo a investigação e a punição dos responsáveis pelo pagamento indevido de CPMF a fornecedores do governo federal.

O vice-presidente da legenda, Paulo Bornhausen foi quem protocolou os documentos. O partido se baseou em denúncias que apontam a manutenção do repasse da contribuição em pelo menos 20 convênios mesmo com a extinção da contribuição, no começo do ano passado.

Ontem, o Ministério do Planejamento determinou a revisão de todos os contratos firmados para identificar o total de convênios. Além disso, o órgão recomendou a suspensão de todos os repasses.

Também ontem, o Tribunal de Contas da União informou que, desde 2008 vem alertando o governo sobre este pagamento indevido.

Para ler esta matéria completa, clique aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *