Parece praga de mãe. Toda vez que o PMDB está na boca de pegar um carguinho — ou um cargão — acontece alguma coisa...

Parece praga de mãe. Toda vez que o PMDB está na boca de pegar um carguinho — ou um cargão — acontece alguma coisa inusitada. Quando estava na iminência de abocanhar a eletrobrás, eis que um blackout apga as luzes de oito cidades no Nordeste.

Agora que José Arthur Filardi, ex-ministro das Comunicações,  esperava apenas a publicação do nome dele no Diário Oficial para a presidência do SERPRO, vem o apagão informático.

Filardi é uma espécie de cunhado de criação do ex-ministro Hélio Costa. Criado pelos pais da mulher do ex-ministro, era um caso transverso de nepotismo.

Coincidência? Ou até as estatais andam com repugnância dos pleitos peemedebistas?

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *