Com informações da Folha Online. Mais uma gravação feita pela Polícia Federal com autorização da Justiça coloca Fernando Sarney numa posição delicada. O empresário...

Com informações da Folha Online.

Mais uma gravação feita pela Polícia Federal com autorização da Justiça coloca Fernando Sarney numa posição delicada. O empresário e vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol afirma manter um negócio de venda de jogadores de futebol no Maranhão.

Mas, de acordo com o Jornal Folha de S.Paulo, o empreendimento não está declarado no Imposto de Renda do filho do presidente do Senado, José Sarney.

No diálogo, Fernando conta que possui um centro de treinamento com 28 jogadores em Imperatriz e conseguiu vender quatro deles, em 2008, para o Cruzeiro. O interlocutor não foi identificado.

A Fifa, em seu código de ética, veda aos dirigentes de entidades associadas (como é o caso da CBF) a realização de qualquer negócio que represente conflito de interesses e que se traduzam em ganhos financeiros pessoais.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *