A região central e a costa Leste do Japão foram sacudidos novamente no começo da noite desta terça-feira por dois fortes abalos sísmicos.  O...

A região central e a costa Leste do Japão foram sacudidos novamente no começo da noite desta terça-feira por dois fortes abalos sísmicos.  O primeiro ocorreu à 10h31 (horário brasileiro) e teve intensidade 6,2 na Escala Richter. O segundo, de 6 graus Richter, aconteceu às 12h23. O epicentro de ambos está localizado na região de Honshu.

Agora há pouco a TV NHK informou que pelo menos seis pessoas foram hospitalizadas com ferimentos nos hospitais de Tóquio, onde o abalo também foi sentido. Não há informações sobre a extensão dos danos causados, que supõe-se pequenos.

Até agora, mais de 160 réplicas do terremoto de sábado já foram registradas pelos sismógrafos japoneses. A ocorrência de sismos de maior intensidade é mais rara.Houve cinco tremores acima de seis pontos Richter no dia 12 e um registro diário a partir de então.

Os geólogos e sismólogos dizem que não é possível prever a intensidade das réplicas. Teoricamente, elas podem até superar em magnitude o terremoto dia dia 11, de 9 pontos Richter, embora isso não seja comum.

A Escala Richter é logarítimica. Isso significa que qualquer pequena variação do topo da escala faz muito mais diferença do grandes variações na base. Normalmente, tremores de até 4 graus Richter nem são percebidos pela população. Mas um décimo ou dois a mais a partir de 6,4 podem fazer a diferença entre o desconforto e a catástrofe.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *