Com informações do Estadão. O senador Papaléo Paes afirmou hoje que não vai apoiar o partido dele, o PSDB, numa possível representação contra o...

Com informações do Estadão.

O senador Papaléo Paes afirmou hoje que não vai apoiar o partido dele, o PSDB, numa possível representação contra o presidente da Casa, José Sarney, no Conselho de Ética. Ele alega que não teria apoio da base dele para isso, já que seus eleitores no Amapá se sentem muito prestigiados pelo fato de um parlamentar eleito por aquele estado presidir o Senado. Tanto ele como Sarney foram eleitos pelo Amapá.

Para Paes, as últimas denúncias apontando o envolvimento de Sarney na edição de atos secretos não justificam a repercussão que o caso vem tendo.

Na manhã de hoje, o líder do PSDB, Arthur Virgílio, informou que a legenda vai se reunir para avaliar a possibilidade de apresentar queixa contra Sarney no colegiado. Só ele é autor de quatro denúncias.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *