Destaques dos jornais de hoje – Folha de S. Paulo

Rebeldes vão rumo a bastião de Gaddafi

fasthomeworkk.com

Cidades petrolíferas foram retomadas; Otan assume comando de ação militar

Apoiados pelos ataques aéreos internacionais, rebeldes líbios tomaram as principais cidades petrolíferas do país e avançavam rumo a Sirte, cidade natal do ditador Muanunar Gaddafi, relata Samy Adghirni.
A batalha pelo controle de Sirte será o principal teste até agora para os rebeldes, que eram esmagados pelas forças de Gaddafi até o começo dos bombardeios aliados, no último dia 19. (Págs. 1 e Mundo)

Dilma quer diplomacia de resultados do Itamaraty
A presidente Dilma Rousseff quer que o Itamaraty mude seu foco e implante uma diplomacia de resultados, com ganhos reais para o país. Na visita de Barack Obama, a Presidência viu muita retórica e poucos resultados no encontro.
Dilma não gostou de receber críticas de rebeldes líbios. Para eles, a posição do país, pró-cessar-fogo, equivale a tolerar um ditador. Ela já havia mudado a política externa de Lula, ao criticar países que violam os direitos humanos. (Págs. 1 e Mundo A12)

Entrevista da 2ª: Luiz Fux
Ministro do STF diz que busca equilibrar razão e sensibilidade

Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal, não aceita ser responsabilizado pelo voto que anulou a aplicação da Lei da Ficha Limpa nas últimas eleições.
Afirma que buscou argumentos jurídicos para validar a regra e que tenta equilibrar “razão e sensibilidade” ao julgar. (Págs. 1 e Poder A16)

Indústria de carros no Japão para produção com a tragédia
Sem componentes cruciais e chips, a indústria de carros no Japão paralisou a produção. A perda diária é estimada em US$ 200 milhões (cerca de R$ 330 milhões) pelo banco de investimentos Goldman Sachs.
Com as perdas, os preços devem subir e o número de modelos, cair. (Págs. 1 e Mundo A13)

Usina de Fukushima é esvaziada após alarme falso em reator. (Págs. 1 e Mundo A13)

Ruy Castro
Temor nuclear passou da bomba aos vazamentos (Págs. 1 e Opinião A2)

Corregedora de Justiça critica fraudes de juízes
A corregedora nacional de Justiça, Eliana Calmon, disse que o caso de empréstimos fictícios de uma associação de juizes é “muito grave”. “Em 32 anos de magistratura, nunca vi uma coisa tão séria.” (Págs. 1 e Poder A6)

Melchiades Filho
Rebeliões em obras mostram 'lado B' do PAC. (Págs. 1 e Opinião A2)

Pesquisadores avaliam papel do educador na brincadeira (Págs. 1 e Saber C7)

Editoriais
Leia “Fora dos trilhos”, que defende o adiamento do leilão do trem-bala, e “Reforma atrofiada”, sobre a discussão de novas regras para a eleição. (Págs. 1 e Opinião A2)

zp8497586rq
zp8497586rq
Comentários