Da Folha Online. Antes de pedir emprego para o namorado no Senado, a neta de Sarney (PMDB-AP), Maria Beatriz, ocupou por dois anos cargo...

Da Folha Online.

Antes de pedir emprego para o namorado no Senado, a neta de Sarney (PMDB-AP), Maria Beatriz, ocupou por dois anos cargo de confiança no gabinete da presidência do Superior Tribunal de Justiça. Ainda cursando direito, recebia mais de R$ 6 mil por mês.

Na época, o STJ não exigia nível superior dos ocupantes de cargos por indicação política, informou ontem a assessoria do tribunal.

Maria Beatriz, que teve diárias pagas por duas viagens internacionais no período –aos Estados Unidos e à Austrália– trabalhou como assessora internacional de 2004 a 2006, de acordo com a assessoria.

Maria Beatriz foi nomeada pelo então presidente do STJ, Edson Vidigal. Hoje inimigo político dos Sarney, Vidigal foi nomeado pelo antigo aliado.

Vidigal incluiu Maria Beatriz em homenagem a servidores com “elevado espírito público, competência, presteza e iniciativa”.

Em seu blog, tem feito campanha pelo afastamento de Sarney da presidência do Senado. “O Poderoso Chefão não percebe que está com prazo de validade vencido”, dizia ontem. Procurado desde sexta-feira, não quis se manifestar.

A Folha deixou recado no escritório onde Maria Beatriz trabalha, mas não obteve resposta.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *