Com informações da Folha Online. A Polícia Legislativa decidiu prorrogar em 60 dias o inquérito que investiga a nomeação sigilosa de uma servidora do...

Com informações da Folha Online.

A Polícia Legislativa decidiu prorrogar em 60 dias o inquérito que investiga a nomeação sigilosa de uma servidora do Senado para o gabinete de Demóstenes Torres (DEM-GO). Agaciel Maia, o ex-diretor geral da Casa, é acusado de inserir dados em documentos oficiais sem autorização e secretamente.

A polícia não deve pedir ao Ministério Público o indiciamento de Agaciel porque vai aguardar um exame grafotécnico para confirmar se as assinaturas nos atos secretos são mesmo de Maia.

Para ler esta notícia na íntegra, clique aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *