Brasil aprova união estável gay Em julgamento histórico, STF decide que casais homossexuais também formam uma família, com iguais direitos e deveres O Supremo...

Brasil aprova união estável gay
Em julgamento histórico, STF decide que casais homossexuais também formam uma família, com iguais direitos e deveres

O Supremo Tribunal Federal decidiu, em um julgamento histórico, que casais homossexuais formam uma família com os mesmos direitos e deveres que os casais heterossexuais. O placar foi unânime, 10 a 0.
A decisão dá a casais gays segurança jurídica em relação a benefícios como pensão, herança e compartilhamento de plano de saúde, além de facilitar a adoção. Segundo especialistas, o julgamento abre caminho para que o Congresso aprove o casamento gay. (Págs. 1 e Cotidiano)

Fernando de Barros e Silva
Não é pouco no Brasil o Estado laico ter vencido. (Págs. 1 e Opinião A2)

Joaquim Falcão
Muda a aplicação da Carta sem exigir emenda ao texto (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Foto legenda: Na Avenida Paulista, em SP, local da maior parada gay do mundo, grupo celebra a decisão do Supremo Tribunal Federal.

Al Qaeda arquitetava ataque para os 10 anos
O governo dos EUA informou que a rede Al Qaeda discutia a realização de atentados contra o sistema ferroviário do país no próximo dia 11 de setembro, quando se completam dez anos dos ataques as Torres Gêmeas, em Nova York.
A informação estava em material apreendido no local onde Osama bin Laden se escondia, no Paquistão. (Págs. 1 e Mundo A14)

EUA planejam instalar mais 3 novas bases no Afeganistão
Os serviços secretos paquistaneses identificaram planos dos EUA para aumentar a presença americana no Afeganistão, criando novas bases em Mazar-e-Sharif, Candahar e Cunduz, informa Igor Gielow.
Isso significa um anel de projeção de poder no país e uma presença significativa perto das fronteiras da rival emergente China e da antiga vilã Rússia. (Págs. 1 e Mundo A17)

Juiz do Trabalho proíbe demissões na usina de Jirau (Págs. 1 e Mercado B8)

Lucro recorde da Vale no trimestre é de R$ 11,3 bi (Págs. 1 e Em cima da Hora, Poder A8)

Presidente do BC diz que é hora de comprar menos
O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, incentivou os brasileiros a adiar compras e aproveitar o juro alto para fazer aplicações financeiras. Ele refutou usar o real forte no combate à inflação, importando bens a preços baixos. (Págs. 1 e Poder A6)

Editoriais
Leia “A outra porta”, que discute atendimento privado em hospital público, e “Provisórias e abusivas”, sobre equilíbrio entre Poderes no exame de MPs. (Págs. 1 e Opinião A2)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *