Com informações da Folha Online. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) vendeu terras na divisa de Goiás com o Distrito Federal que nunca...

Com informações da Folha Online.

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) vendeu terras na divisa de Goiás com o Distrito Federal que nunca foram registradas no nome dele. O artifício livrou o parlamentar do pagamento de impostos.

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo indica que Sarney comprou a Fazenda São José do Pericumã nos anos 1980 e a vendeu em 2002. Levantamento feito em cartórios da região, entretanto, apontam que o senador nunca foi, no papel, dono dos hectares que ele mesmo negociou por R$ 3 milhões.

A área de mais de 300 hectares foi vendida para a Divitex, empresa que tem Sarney como sócio. Ele e a mulher, dona Marly, constam como legítimos possuidores e proprietários do imóvel. Mas mesmo sete anos depois da negociação do território, pelo menos 245 hectares continuam em nome de terceiros, como a governadora do Maranhão, Roseana Sarney.

Roseana afirmou, por meio da assessoria, que passou 190 hectares para o nome de José Sarney, que revenderia as terras. Já o presidente do Senado não quis comentar o caso, alegando que esse é um assunto da privacidade dele.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *