Depressão e álcool tiram mais anos de vida do brasileiro Transtornos psiquiátricos lideram lista de males crônicos que provocam incapacitação física, perda do bem-estar...

Depressão e álcool tiram mais anos de vida do brasileiro
Transtornos psiquiátricos lideram lista de males crônicos que provocam incapacitação física, perda do bem-estar e morte

Os transtornos psiquiátricos lideram a lista das doenças crônicas responsáveis por anos de vida perdidos no país, mostram estudos sobre o Brasil publicados no periódico médico “Lancet”.
Ano perdido é um conceito de ‘saúde pública mais abrangente, que leva em conta não apenas as mortes causadas pela doença, mas o fardo social que ela representa em incapacitação e perda de qualidade de vida. (Págs. 1 e Saúde C12)

Análise
Saúde mental é uma área em que o SUS é vulnerável, escreve Hélio Schwartsman. (Págs. 1 e Saúde C12)

‘Interventora’ petista tentará abafar crise na área da Cultura
O governo nomeou uma “interventora” no Ministério da Cultura para conter disputas e preservar a ministra Ana de Hollanda, alvo de críticas, acentuadas com o uso de diárias em fins de semana sem agenda.
A secretária nacional de Cultura do PT, Morgana Eneile, se tornou assessora especial. (Págs. 1 e Poder A4)
Sobrinha da ministra, Bebel Gilberto teve autorização do MinC para captar R$ 1,9 milhão para turnê. (Págs. 1 e Poder A4)

Foto legenda: Em terra
Na ilha de Lampedusa (Itália), guardas recebem refugiados vindos da Líbia; outros imigrantes disseram que helicóptero da Otan negou-lhes ajuda. (Págs. 1 e Mundo A13)

Paquistão critica ação ‘unilateral’ americana
Um dia após Barack Obama sinalizar que houve apoio interno à presença de Osama bin Laden no Paquistão, o premiê Raza Gilani disse que novas ações como aquela trariam “risco de sérias consequências”.
O premiê negou “cumplicidade” de seu país e prometeu investigar como Bin Laden pôde viver cinco anos em Abbottabad, próximo à academia do Exército, e se o terrorista se escondeu numa rede de cavernas antes de refugiar-se na cidade em que morreu. (Págs. 1 e Mundo A11 e A12)

Foto legenda: Enfim
Casal Toni Reis e David Harrad ao fim da cerimônia de registro de sua união, em Curitiba; parte dos cartórios do país ainda se recusa a fornecer documento. (Págs. 1 e Cotidiano C4)

EUA não tinham alternativa, diz Nobel da Paz
A operação que resultou na morte de Osama bin Laden foi o que restou para os EUA diante da recusa do terrorista a se entregar para ser julgado, disse à Folha a ativista iraniana Shirin Ebadi, Nobel da Paz de 2003.
Ebadi, que vem ao Brasil em junho, afirmou, porém, que nada justifica a tortura em Guantánamo. (Págs. 1 e Mundo A12)

Síria é acusada de usar estádios para prender ativistas
Ativistas de direitos humanos afirmam que as forças de segurança da Síria estão usando estádios de futebol para prender quem protesta contra o regime.
Para conter manifestações, o governo corta comunicações e energia em várias cidades. Após sete semanas, a estimativa é de 800 mortos. (Págs. 1 e Mundo A13)

Editoriais
Leia “Caldeirão eleitoral”, sobre doações ocultas nas campanhas, e
“Prejuízo federativo”, que questiona projetos de plebiscitos para desmembrar o Pará. (Págs. 1 e Opinião A2)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *