Alfredo Junqueira, do Estadão – A Câmara Municipal do Rio de Janeiro anunciou nesta sexta-feira, 13, que vai “sustar” a compra de veículos Volkswagen...

Alfredo Junqueira, do Estadão –

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro anunciou nesta sexta-feira, 13, que vai “sustar” a compra de veículos Volkswagen Jetta para o uso dos vereadores. A decisão ocorre uma semana após o jornal O Estado de S. Paulo revelar a aquisição da frota, que custou R$ 2,3 milhões aos cofres da cidade – ou R$ 69.100 por unidade. Resultado da péssima repercussão que o caso havia provocado, até a manhã desta sexta 21 dos 51 vereadores já haviam informado que não queriam mais o carro.

A mudança de posição, que equivale à suspensão do processo de aquisição, não significa que os R$ 2,3 milhões serão restituídos. De acordo com o presidente da Câmara, vereador Jorge Felippe (PMDB), o valor já foi pago à Volkswagen – montadora que produz o Jetta e que foi escolhida sem processo de licitação. O peemedebista convocou uma reunião com os demais vereadores para terça-feira, a fim de definir o que será feito.

Entre as propostas, estão o cancelamento integral da compra, ainda que isso resulte no pagamento de multa, ou a troca dos Jetta por veículos de transporte coletivo da montadora, que seriam utilizados pelas comissões permanentes. Ao analisar o destino dos recursos pagos à montadora, o presidente foi irônico. “Quem sabe a Volkswagen nos contempla com a sua generosidade. Porque eu nunca vi tanta publicidade de um carro. Com a Volkswagen tendo tanta publicidade para esse veículo, poderia até contemplar a Câmara dos Vereadores doando esses veículos”.

Clique aqui para ler a íntegra no site do Estadão

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *