MEC não vai recolher livro que aceita erro de português Já educadores criticam duramente obra que admite ‘nós pega o peixe’ Apesar das críticas...

MEC não vai recolher livro que aceita erro de português
Já educadores criticam duramente obra que admite ‘nós pega o peixe’

Apesar das críticas de educadores e escritores, o Ministério da Educação não pretende retirar das escolas o livro com graves erros gramaticais distribuído pelo Programa Nacional do Livro Didático. Ao todo, 485 mil estudantes jovens e adultos receberam a publicação
“Por uma vida melhor”, de Heloísa Ramos, que defende o usa da linguagem popular e, por isso, contém frases com graves erros como “nós pega o peixe”. “Não somos o Ministério da Verdade”, disse um assessor do ministro Fernando Haddad. “Não tem que se fazer livros com erros”, contestou a professora Mirian Paura, da Uerj. O problema é ainda mais grave num país que tem alunos copistas. (Págs. 1, 4 e 5)

Prisão de diretor do FMI abre crise na Europa
A detenção do diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, por crime sexual contra uma camareira em Nova York muda o quadro político na França, onde ele liderava pesquisas como possível candidato socialista à Presidência. A prisão também causou apreensão na economia europeia, já que Strauss-Kahn era fundamental na ajuda do FMI a países em crise, como Portugal e Grécia. (Págs. 1 e 21)

Freio no crescimento do Pavãozinho
Para desestimular novos puxadinhos no Pavão-Pavaozinho, o prefeito Eduardo Paes assina esta semana decreto com regras de uso e ocupação do solo no complexo de favelas de Copacabana. A novidade vai permitir a regularização de mais da metade das construções, mas só receberá o habite-se quem respeitar o gabarito máximo de três andares. Ontem, os seis meses da pacificação do Complexo do Alemão foram comemorados com o Desafio da Paz, corrida de cinco quilômetros que reuniu cerca de mil atletas profissionais e amadores, entre eles o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, que usou uma camisa do Bope. (Págs. 1, 10 e 15)

Foto legenda: Novas tempos nas favelas

Participantes do Desafio da Paz percorrem a trilha que foi usada pelos bandidos em fuga na ocupação policial da Vila Cruzeiro.

Oposição cobra explicação de Palocci sobre imóveis
Líderes da oposição cobraram ontem explicações do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, sobre o aumento patrimonial, registrado com a compra de dois imóveis em São Paulo no total de R$ 7,4 milhões, em 2010. Em nota, o ministro disse que os bens foram comprados com recursos de sua empresa de consultoria e que tudo foi declarado à Receita. (Págs. 1 e 9)

Foto legenda: Protesto e morte nas fronteiras de Israel
Palestinos tentam escapar de tiros de soldados israelenses, na fronteira entre Líbano e Israel. Quatorze palestinos morreram em protestos nas zonas de fronteira. (Págs. 1 e 22)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *