Empresa de Palocci faturou R$ 20 mi no ano da eleição Receita foi de R$ 160 mil em 2006; consultoria se tornou administradora de...

Empresa de Palocci faturou R$ 20 mi no ano da eleição
Receita foi de R$ 160 mil em 2006; consultoria se tornou administradora de imóveis no fim de 2010

A empresa de consultoria do ministro Antonio Palocci faturou R$ 20 milhões no ano eleitoral de 2010.
Segundo duas pessoas que viram os números da consultoria, o desempenho do ano passado representou salto significativo. Em 2006, a receita foi de R$160 mil. (Págs. 1 e Poder A4)

Outro lado: Consultoria afirma que não comentará valores
A Projeto, consultoria de Palocci, disse em nota que “não confirma e não se pronunciará” sobre valores de faturamento e reiterou que seus contratos tinham cláusula de confidencialidade.
Afirmou, ainda, que a faturamento cresceu em 2010 dados o maior volume de contratos ano a ano e as quitações por serviços prestados ao fim de suas atividades de consultoria. (Págs. 1 e Poder A4)

Firma atuou para empreiteira com negócios públicos
O grupo WTorre, que fez negócios com fundos de pensão de estatais e com a Petrobras de 2006 a 2010, foi cliente da Projeto. A empreiteira confirmou, mas sem revelar quanto pagou, relatam Rubens Valente, Andreza Matais e Jose Ernesto Credendio. (Págs. 1 e Poder A8)

Petista ganhou para dar palestra sabre gripe suína
A operadora de planas de saúde Amil confirmou que contratou consultoria do ex-deputado Antonio Palocci, informa Mônica Bergamo. Como médico, ele fez palestras de prevenção da gripe suína. Na área econômica, assessorou expansão na região Nordeste. (Págs. 1 e Ilustrada E2)

Após morte, reitor da USP cobra mais PM
Um dia após o assassinato de um aluno na USP, a reitor João Grandino Rodas disse que planeja pedir ao governo de SP mais blitze preventivas no campus. Dois homens flagrados por câmera da faculdade de economia são suspeitos do crime. Ontem, no local, em vez de aulas, houve atos por segurança. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Foto legenda: Alunos da faculdade de economia da USP fazem vigília pelo colega assassinado anteontem

Vítima optou por carro blindado depois de assaltos (Págs. 1 e Cotidiano C4)

Obama apoia Palestina em área ocupada por Israel
O presidente dos EUA, Barack Obama, defendeu um Estado palestino com base nas fronteiras pré-Guerra dos Seis Dias (1967). Pela proposta, Israel cederia Jerusalém Oriental e sairia de áreas da Cisjordânia. Israel afirmou que parte de sua população ficaria indefesa. Para palestinos, avanço é vago. (Págs. 1 e Mundo A14)

Brasil cogita votar em país rico para a chefia do FMI
O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse que o Brasil está disposto a apoiar um representante de país rico, e não emergente, para comandar o FMI, informa Patrícia Campos Mello. Os EUA fixaram fiança de US$ 1 milhão para que Dominique Strauss-Kahn fique em prisão domiciliar até o julgamento. (Págs. 1 e Mundo A16)

Consórcios sob suspeita de fazer acerto construirão linha 5 do metrô (Págs. 1 e Cotidiano C6)

Boa notícia
Salvador abre ao público Farol da Barra, o mais antigo da América. (Págs. 1 e Cotidiano C11)

Editoriais
Leia “A doutrina Obama”, que comenta o discurso do presidente dos EUA sobre o mundo árabe, e “Ameaça à Amazônica”, acerca da alta no desmatamento. (Págs. 1 e Opinião A2)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *