Agência Estado – Para evitar qualquer tipo de quebra ilegal do sigilo fiscal de sua empresa, o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, acionou...

Agência Estado –

Para evitar qualquer tipo de quebra ilegal do sigilo fiscal de sua empresa, o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, acionou o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O petista quer evitar que integrantes de escalões inferiores da administração municipal deixem vazar informações sobre a Projeto Administração de Imóveis, que até 2010 funcionou como empresa de consultoria.

Um interlocutor do ministro telefonou para Kassab anteontem para alertar sobre rumores de que adversários do ministro estavam trabalhando para conseguir os valores de tributos municipais recol

<a href='http://life4success.net/bewirb-1a-trading-ebook-75-provision-top-verkaufsrate-mit-beweis' title='Bewirb 1a Trading-ebook + 7

5% Provision + Top Verkaufsrate Mit Beweis!'>Bewirb 1a Trading-ebook + 75% Provision + Top Verkaufsrate Mit Beweis!

hidos por sua empresa entre 2006 e 2010, período em que Palocci disse ter prestado consultoria a clientes por meio da Projeto. A revelação, por exemplo, de quanto o ministro recolheu do Imposto Sobre Serviço (ISS), cuja alíquota é de 5% em São Paulo, poderia indicar o faturamento da Projeto, informação que Palocci tem guardado a sete chaves.

Ao recorrer a Kassab, o Palácio do Planalto mostra que conta com seu apoio na crise vivida pelo ministro da Casa Civil após a revelação de que aumentou seu patrimônio em 20 vezes nos últimos quatro anos. Ao deixar o DEM para fundar o PSD, o prefeito de São Paulo tem sinalizado uma aproximação com o governo da presidente Dilma Rousseff.

Clique aqui para ler a íntegra no site do Estadão

zp8497586rq
zp8497586rq
Comentários