Segurança privada vira obsessão no DF Os sinais estão por toda parte: câmeras, sensores, cercas elétricas, vigilantes armados… Sem a proteção que deveriam ter...

Segurança privada vira obsessão no DF
Os sinais estão por toda parte: câmeras, sensores, cercas elétricas, vigilantes armados… Sem a proteção que deveriam ter do Estado, os brasilienses se veem obrigados a investir em segurança particular. Na entrada de um conjunto na QI 21 do Lago Sul, os moradores instalaram uma guarita e contrataram vigias depois que uma família foi assaltada e ficou sob a mira dos revólveres de cinco bandidos. “Estávamos com muito medo de que nos matassem”, conta a empresária Rosângela Meneghetti. Segundo dados da Polícia Federal, o
número de pessoas habilitadas a exercer a função de vigilante no DF passou de 64 mil em 2008 para mais de 111 mil hoje. Um salto de 72%. (Págs. 1, 33 e 34)

Foto legenda: Saia justa
Premiê israelense aperta mão de Obama, mas volta a r

flagyl

efutar proposta dos EUA para a criação da Palestina com base nas fronteiras pré-1967. Antes de tudo, diz Netanyahu, palestinos precisam escolher entre a paz com Israel e a união com o Hamas, grupo terrorista que não aceita a existência do Estado judeu. (Págs. 1, 28 e Visão do Correio, 26)

Foto legenda: Santa de casa também faz milagre
Moradores de Brasília, como a presidente Dilma e a enfermeira Irani da Costa (foto), vão a Salvador assistir amanhã à beatificação da Irmã Dulce, o Anjo Bom da Bahia. Organização do evento estima que solenidade deve atrair mais de 70 mil fiéis à capital baiana. (Págs. 1 e 12)

Servidor público: Base aliada é contra o teto para reajuste
Partidos de apoio ao governo se articulam para derrubar o projeto que fixa um limite para os gastos com a folha de pagamento do funcionalismo. Na prática, essa lei impediria a concessão de aumentos superiores aos índices de inflação mais 2,5%. (Págs. 1 e 16)

Escândalo
FMI Pagará US$ 300 mil de pensão a DSK, acusado de tentativa de estupro. (Págs. 1 e 29)

zp8497586rq
Comentários