Destaques dos jornais de hoje – O Globo

Atendimento a baleados cai 46% nos hospitais do Rio
Especializadas em medicina de guerra, emergências mudam de perfil

A política de segurança, alavancada pela pacificação de favelas, já se reflete nos hospitais do Rio, que, nas últimas décadas, se especializaram na medicina de guerra para enfrentar os altos índices de violência. Quatro das maiores emergências do Rio – Souza Aguiar, Miguel Couto, Lourenço Jorge e Salgad

o Filho – tiveram queda de 46,6% (de 302 para 161) no número de baleados atendidos no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2009. (Págs. 1, 17)

Projeto sobre lobby tramita há 20 anos
Projetos que regulamentam o lobby no Brasil tramitam há pelo menos 20 anos no Congresso Nacional. O caso do ministro Antonio Palocci reabriu o debate sobre consultoria, lobby e tráfico de influência, entre setor privado e agentes do governo. Para especialistas, é preciso proteger o interesse público. (Págs. 1, 3 a 10)

Elio Gaspari
Assessor que redigiu a nota dizendo que o ministro Palocci só fez o que todos fazem foi “carbonizado” no dia seguinte. (Págs. 1, 14)

zp8497586rq
Comentários