Jaqueline Roriz chama a atenção na Câmara ao andar com bolsa de R$ 25 mil

Denise Rothenburg, do Correio –

Sentada ao fundo do plenário da Câmara, ontem no fim da tarde, a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) chamou a atenção de 10 em cada 10 mulheres que passaram à sua volta. Algumas deputadas com olho clínico para os mimos do mundo da moda juravam que ela ostentava uma Birkin Bag. A bolsa, da marca francesa Hermès, custa a bagatela de 15 mil euros, a mais barata. No Brasil, pode ser encontrada por R$ 25 mil no circuito da moda em São Paulo. “Não é uma Birkin, essa bolsa não tem marca, isso não é assunto de jornal”, comentou Jaqueline, constrangida ao ser abordada pela reportagem do Correio.

A declaração de Jaqueline não se sustentou por um minuto, uma vez que a bolsa traz o nome Hermès estampado em dourado. E uma assessora que não quis se identificar completou: “A deputada não usa nada falsificado. Ela não alimenta a pirataria”.

A Birkin Bag é uma da

s peças mais desejadas. O modelo foi produzido em 1984. Naquele ano, a atriz Jane Birkin encontrou-se com o presidente da Hermès, Jean-Louis Dumas, dentro de um avião e reclamou que sua bolsa era muito incômoda para viajar. Ele prometeu pensar em algo mais prático. Assim nasceu a Birkin. Como é feita à mão, há fila de espera pelo produto.Sentada ao fundo do plenário da Câmara, ontem no fim da tarde, a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) chamou a atenção de 10 em cada 10 mulheres que passaram à sua volta. Algumas deputadas com olho clínico para os mimos do mundo da moda juravam que ela ostentava uma Birkin Bag. A bolsa, da marca francesa Hermès, custa a bagatela de 15 mil euros, a mais barata. No Brasil, pode ser encontrada por R$ 25 mil no circuito da moda em São Paulo. “Não é uma Birkin, essa bolsa não tem marca, isso não é assunto de jornal”, comentou Jaqueline, constrangida ao ser abordada pela reportagem do Correio.

Clique aqui para ler a íntegra no site do Correio

zp8497586rq
Comentários