Ministério Público decide investigar ganhos de Palocci Procuradoria do DF pede cópia da declaração do IR da empresa para a Receita; ainda é possível...

Ministério Público decide investigar ganhos de Palocci
Procuradoria do DF pede cópia da declaração do IR da empresa para a Receita; ainda é possível abertura de inquérito criminal

O Ministério Público Federal abriu investigação para apurar se a evolução patrimonial do ministro Antonio Palocci de 2006 a 2010 é compatível com os ganhos da sua empresa, a Projeto.
O chefe da Casa Civil multiplicou seu patrimônio por 20 quando acumulou as funções de deputado e consultor, revelou a Folha. (Págs. 1 e Poder A4 a A8)

Ministro está se explicando, diz Dilma
Mesmo sem fazer defesa enfática do ministro da Casa Civil, a presidente Dilma Rousseff procurou mostrar ontem que seu principal auxiliar no governo conta com sua confiança – e aproveitou para atacar a oposição.
Um dia após Lula alertar sobre falhas na articulação política, a presidente participou de evento público, recebeu senadores do PT e comentou pela primeira vez a situação de Palocci: em uma entrevista improvisada. (Págs. 1 e Poder A8)

Eliane Cantanhêde
Dilma não quer contaminação com crise que é “dele”, não do governo. (Págs. 1 e Opinião A2)

Intervenção de Lula na crise foi mal necessário, avaliam aliados (Págs. 1 e Poder A8)

Foto legenda: Palocci e Dilma durante a cerimônia no Palácio do Planalto.

Kit do MEC fazia “propaganda”, afirma presidente
Após barrar o kit anti-

online viagra

homofobia, a presidente Dilma Rousseff disse não aceitar que o governo faça “propaganda de opção sexual”.
Para representante de grupo gay, o que se deseja é a “propaganda da discriminação sexual”. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Foto legenda: Dor e medo
Familiares, amigos e ativistas do MST acompanham o funeral de José Cláudio Ribeiro da Silva e da mulher dele, em Marabá (PA); parentes do líder extrativista assassinado disseram que se sentem ameaçados. (Págs. 1 e Poder A10)

Ex-líder militar do conflito na Bósnia é preso após 16 anos
O ex-líder militar Ratko Mladic foi preso depois de 16 anos foragido. Ele responde a 15 acusações em tribunal ligado a ONU; entre elas, o massacre de Srebrenica, em que mais de 8.000 homens e meninos muçulmanos morreram em 1995.

Detido na Sérvia. Mladic deverá ser extraditado para a Holanda. (Págs. 1 e Mundo A12 e A13)

Empresa promete fazer Itaquerão por R$ 600 mi
A construtora Serpal, uma das convidadas pelo Corinthians para refazer o orçamento do Itaquerão, promete erguer o estádio por R$ 600 milhões. O último preço da Odebrecht foi R$ 1.064 bilhão. (Págs. 1 e Esporte D5)

Rodolfo Landim
Brasil tem muito a fazer em educação, que é o maior ativo de qualquer país. (Págs. 1 e Mercado B11)

Barbara Gancia
Querem gravar o rótulo de 'nazi' na testa de Danilo Gentili. (Págs. 1 e Cotidiano C2)

Editoriais
Leia “Ricos vs. emergentes”, sobre a sucessão no comando do FMI, e
“A caixa-preta do BNDES”, acerca dos negócios do banco com grupos empresariais. (Págs. 1 e Opinião A2)

zp8497586rq
Comentários