Após ação de Lula, Dilma chama PMDB e turbina agenda Contrariada pela repercussão do 'socorro' no caso Palocci, presidente fará reuniões para mostrar poder...

Após ação de Lula, Dilma chama PMDB e turbina agenda
Contrariada pela repercussão do 'socorro' no caso Palocci, presidente fará reuniões para mostrar poder

Sem conseguir resolver o apagão na articulação política do Planalto, a presidente Dilma Rousseff comandará várias reuniões, a partir desta semana, na tentativa de provar que o governo não está paralisado pela crise envolvendo o ministro Antonio Palocci (Casa Civil), informa a repórter Vera Rosa. Dilma não gostou da repercussão do “socorro” dado pelo ex-presidente Lula para contornar o escândalo e quer mostrar que não é teleguiada. Apesar de acatar os conselhos de Lula, Dilma avalia que a entrada de seu padrinho em cena foi usada pela oposição para desqualificá-la. Dilma vai se encontrar agora com mais senadores do PMDB do que em cinco meses de governo. (Págs. 1 e Nacional A4)

Dora Kramer
O distanciamento de Dilma é o mesmo de Collor. (Págs. 1 e Nacional A6)

Com amigo de Palocci, lucro de firma dispara
O administrador da consultoria de Antonio Palocci entre julho e dezembro de 2010, Celso Fonseca, tem ligação com duas empresas que já receberam R$ 5 milhões d

do my homework

o governo Dilma, informa Leandro Colon. Uma delas, a SBS, que vende livros didáticos, faturou 30 vezes mais depois que contratou o amigo de Palocci como seu superintendente comercial. A empresa diz que a expansão foi fruto de trabalho. (Págs. 1 e Nacional A10)

BC muda foco e busca também crescimento
Além de zelar pelo controle da inflação, sua missão formal, o Banco Central brasileiro começa a mirar o crescimento, como faz o Fed. Analistas veem a mudança com reservas. (Págs. 1 e Economia B1)

Embraer e Bombardier teriam acordo secreto (Págs. 1 e Economia B8)

Ethevaldo Siqueira
Uma estatal sem controle
Superfaturamento e problemas éticos atingem a Telebrás. A empresa perde a credibilidade para gerir o Plano Nacional de Banda Larga. (Págs. 1 e B12)

João Ubaldo Ribeiro
Observações de um usuário
A norma culta da língua não tem nada de elitista, é patrimônio e orgulho comuns a todos. Elitismo é deixá-la ao alcance de poucos. (Págs. 1, C2 Domingo e D4)

Antero Greco
Conversa fiada
A Copa precisa de São Paulo. A grana alta se concentra na maior cidade do Brasil, que oferece serviços essenciais para o sucesso da empreitada. (Págs. 1 e Esportes E2)

Notas & Informações
Impasse com a Argentina
Dois dias de negociações foram insuficientes para a superação do novo impasse comercial. (Págs. 1 e A3)

zp8497586rq
Comentários