Do G1 O diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, apresentou ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), em São Paulo, uma proposta para anular todos...

Do G1

O diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, apresentou ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), em São Paulo, uma proposta para anular todos os 511 atos secretos.

As medidas vão desde demissão até a devolução aos cofres públicos de valores pagos indevidamente e serão anunciadas na semana que vem, antes da primeira reunião do Conselho de Ética.

Até agora, o conselho já recebeu 11 pedidos para investigar Sarney. Mas os senadores do PMDB afirmaram que vão dar o troco nos oposicionistas que têm feito denúncias contra o presidente do Senado. Na semana que vem, também pretendem apresentar representações contra esses oposicionistas no Conselho de Ética.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *