buy viagra Dilma privatizará aeroportos e quer abrir capital da Infraero Guarulhos, Viracopos e Brasília terão edital publicado até dezembro; Galeão e Confins serão...

buy viagra

Dilma privatizará aeroportos e quer abrir capital da Infraero
Guarulhos, Viracopos e Brasília terão edital publicado até dezembro; Galeão e Confins serão os próximos

O governo vai privatizar a administração e operação dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos (Campinas) e Brasília. Empresas estrangeiras poderão participar dos leilões, em parceria com a Infraero – o processo é uma espécie de ensaio para abertura de capital da estatal. A decisão foi divulgada após reunião no Planalto sobre a copa de 2014. A previsão é que as regras do negócio sejam anunciadas em dezembro. Galeão e Confins (MG) são os próximos. Ainda no encontro, a presidente Dilma Rousseff pediu a governadores e prefeitos que acelerem as obras dos estádios para a Copa e se comprometeu a apressar a votação do regime diferenciado de licitações. A Frente Nacional dos Prefeitos advertiu que as desapropriações estão empacadas, o que atrasa o cronograma. (Págs. 1, B1,E4 e Economia)

Fifa em seu pior momento
Em meio a denuncias de corrupção, Joseph Blatter pode ser eleito hoje para seu quarto mandato à frente da entidade. (Págs. 1 e E5)

País deve desistir de 4 novas usinas nucleares
Prevista nos planos estratégicos, a construção de quatro usinas nucleares até 2030 – duas no Nordeste e duas no Sudeste – está sob reavaliação na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e deve ser excluída das prioridades do governo. A decisão leva em conta o cenário criado após o acidente nucelar em Fukushima, no Japão. (Págs. 1, A15 e Vida)

BB desbanca Bradesco e vence leilão do Banco Postal
O Banco do Brasil é o novo parceiro dos Correios no Banco Postal a partir de 2012. O BB venceu a licitação por R$ 2,3 bilhões, após a 12ª rodada, quando o Bradesco desistiu de fazer novos lances. Investidores esperavam que o Bradesco vencesse a concorrência. O valor total a ser desembolsado será de cerca de R$ 3,350 bilhões. (Págs. 1, B3 e Economia)

Zona de risco
Casas queimam no assentamento onde casal de líderes extrativistas foi morto, em Nova Ipixuna (PA); o governo federal dará proteção a 30 agricultores e ambientalistas ameaçados por madeireiros. (Págs. 1, A4 e Nacional)

Indústria recua 2,1% e mercado prevê juro menor
A produção industrial caiu 2,1% em abril em relação a março, segundo o IBGE. Os setores de veículos e máquinas foram os que puxaram o índice para baixo. Analistas já apostam em um ciclo menor de alta de juros. (Págs. 1 e Economia B6)

Roberto DaMatta: Somo tudo palaciano
No Brasil, o Estado não é instrumento da burguesia. É veículo de enriquecimento e de aristocratização de seus funcionários mais importantes. (Págs. 1 e Caderno 2, D10)

Rolf Kuntz: A empada e a azeitona
No Brasil, fala-se muito da azeitona e cuida-se pouco da empada. O País paga caro por sua incapacidade de priorizar as coisas mais importantes. (Págs. 1 e Economia B9)

Dora Kramer: Exemplo de superação
O senador José Sarney achou por bem se escorar no exemplo de Lula e simplesmente reescrever a História do Brasil a seu modo. (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas & Informações: O jogo do PMDB
O enfraquecimento de Palocci é apenas oportunidade para o partido pressionar a presidente. (Págs. 1 e A3)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *