Da Folha Online. O presidente licenciado do PMDB, Michel Temer (SP), mandou um recado para os dissidentes do partido neste domingo. Em nota publicada...

Da Folha Online.

O presidente licenciado do PMDB, Michel Temer (SP), mandou um recado para os dissidentes do partido neste domingo. Em nota publicada no site da legenda e assinada também pela presidente em exercício, Íris de Araújo (GO), o dirigente afirmou que os dissidentes podem deixar a legenda “o quanto antes” e que não correrão risco de perderem o mandato.

A nota não cita nomes, mas é um recado para os senadores Jarbas Vasconcellos (PE) e Pedro Simon (RS).

No final de fevereiro, Jarbas Vasconcellos denunciou a existência de corrupção dentro do PMDB ao afirmar, em entrevista à revista “Veja”, que “boa parte do partido quer mesmo é corrupção”. Na época, ele também classificou como um “completo retrocesso” a escolha de José Sarney (PMDB-AP) para presidir o Senado.

Já Pedro Simon, subiu à tribuna do Senado no fim de junho para defender o afastamento de Sarney e disse que a situação do presidente da Casa era insustentável.

Para o presidente da Câmara, a saída dos dissidentes deixaria o partido mais forte. “Ganharão eles, porque deixarão de pertencer ao partido do qual falam tão mal, e ganhará o PMDB, por tornar-se ainda mais coeso e musculoso”, diz a nota.

A nota também rebate reportagem da revista “Veja”, publicada nesta semana, que diz que o PMDB encarna o paroxismo do fisiologismo da política brasileira.

Para ler a íntegra da nota do PMDB, basta clicar aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *