Destaques dos jornais de hoje – O Estado de S. Paulo

<

/a>Dilma decidirá futuro de Palocci após parecer do procurador-geral
Posição de Roberto Gurgel sobre as suspeitas envolvendo o ministro deve sair na quarta-feira

Em conversa por telefone, a presidente Dilma Rousseff acertou ontem com Antonio Palocci que aguardará o posicionamento da Procuradoria-Geral da República a respeito das suspeitas que pairam sobre o chefe da Casa Civil antes de tomar uma decisão sobre o caso.
Existem duas razões para esperar pela manifestação do procurador-geral Roberto Gurgel – o que pode ocorrer na próxima quarta-feira. Primeiro, caso afaste Palocci de imediato, Dilma corre o risco de depois ser cobrada por uma atitude injusta, se a procuradoria não encontrar motivos para abertura de inquérito. Porém, se Gurgel apontar indícios de irregularidades, o afastamento de Palocci seria facilitado, para que não se atrapalhem as investigações. Há 22 dias, o ministro está sob ataques da oposição e de setores da base aliada por causa do rápido aumento de patrimônio. Nesse fim de semana, houve mais desgaste com a divulgação de que Palocci aluga um apartamento de 640 m², em bairro nobre de São Paulo, de uma empresa que usaria laranjas e endereços falsos. (Págs. 1 e Nacional A4)

Foto legenda: Categoria critica postura de Cabral
Colegas e familiares pedem a soltura dos 439 bombeiros detidos na ocupação do quartel no Rio. Pelo Código Militar, eles podem pegar até 10 anos de prisão. Mas juristas acham a pena improvável: “O processo não acabaria nem em 50 anos”, diz o advogado José Carlos Tórtima. (Págs. 1 e Cidades C5)

Humala vence eleição no Peru, diz boca de urna
Segundo pesquisas de boca de urna, divulgadas ontem logo após a votação, o candidato nacionalista Ollanta Humala obteve 52,6% dos votos contra os 47,4% da conservadora Keiko Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori. Quase 20 milhões de peruanos escolheram o sucessor de Alan García, em mais de 100 mil locais de votação. (Págs. 1 e Internacional A10 e A11)

Opinião
Mario Vargas Llosa
Escritor peruano
“Nós nos livramos de uma ditadura que foi corrupta e sangrenta e que queria voltar ao poder”

Portugueses elegem um governo de centro-direita
Pedro Passos Coelho, líder do Partido Social Democrata (PSD), foi eleito com margem surpreendente: 38,6% dos votos válidos, superando em 10 pontos o atual premiê, José Sócrates, que renunciou a liderança do Partido Socialista (PS). (Págs. 1 e Internacional A12)

Obras em rodovias não saem do papel
Levantamento feito pelo Estado mostra que concessionárias de estradas federais só investiram 55% do valor definido em contrato para os três primeiros anos. Projetos que deveriam ser entregues em 2012 só ficarão prontos em 2015. Outros ainda nem têm previsão de início. (Págs. 1 e Economia B1, B3 e B4)

Brasil libera entrada de carros argentinos (Págs. 1 e Economia B11)

Broto é outro suspeito no surto de ‘E. coli’ (Págs. 1 e Planeta A17)

Denis Lerrer Rosenfield
Código ambiental internacional
A Conferência da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável, em 2012, será uma oportunidade para discutir sem encenações a “economia verde”. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações
O nefasto efeito Palocci
Só há uma maneira de colocar um ponto final na crise: a afastamento do ministro da Casa Civil. (Págs. 1 e A3)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *