Fifa impõe parceiros às sedes da Copa-2014 Governos apontam interferência; entidade diz que só fez sugestões A Fifa e o comitê que representa a...

Fifa impõe parceiros às sedes da Copa-2014
Governos apontam interferência; entidade diz que só fez sugestões

A Fifa e o comitê que representa a entidade no Brasil estão pressionando cidades-sedes da Copa-2014 a contratar empresas patrocinadoras da entidade, informam Filipe Coutinho e Fernanda Odilla.
Em e-mail, o diretor de marketing da Fifa no Brasil, Jay Neuhaus, diz esperar que um fabricante de brindes faça parte de todas as licitações e avisa que, se outra firma for contratada, haverá um custo extra de 17%.
Documentos obtidos pela Folha mostram lobby também em favor de um fornecedor de energia solar e de uma companhia de seguros.
A Fifa confirmou que mandou comunicados às sedes oferecendo os parceiros, mas afirma que seu objetivo não é forçá-las a adotá-los e sim “usar a sinergia e as vantagens deles”.

Segundo as 12 cidades-sedes, nenhum dos indicados pela entidade foi contratado até agora. (Págs. 1 e Esporte D2)

Mundial faz investimento em hotel ficar mais atrativo (Págs. 1 e Folhainvet B3)

Foto legenda: Êxodo
Refugiados sírios em campo na Turquia, aonde chegaram ao menos 5.000 pessoas, após o ditador Bashar Assad retomar o controle de cidade rebelde (Págs. 1 e Mundo A12)

Ideli diz que vai 'limpar prateleira' das nomeações
A nova ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou que fará uma “operação limpa prateleira”, liberando verbas de emendas parlamentares e cargos represados.

cheap glasses online

“Tem muita coisa parada no Planalto acumulando poeira e gerando insatisfações nos aliados.” (Págs. 1 e Poder A6)

Entrevista da 2ª: Pere Navarro Olivella
Só campanha dura pode diminuir as mortes no trânsito

As cem vítimas diárias de acidentes de trânsito no Brasil são evitáveis, alerta o diretor de trânsito da Espanha, Pere Navarro Olivella.
No seu país, ele reduziu em 57% as mortes nas estradas com campanhas radicais, como mostrar crianças acidentadas na TV. (Págs. 1 e A16)

Servidores do Rio se reúnem a ato de protesto dos bombeiros
Servidores de várias categorias do Rio participaram da passeata em Copacabana pela anistia dos 429 bombeiros e dois policiais militares denunciados por motim, depois da invasão do quartel central da corporação.
À noite, o governo disse que pretende destinar 30% do Fundo Especial do Corpo de Bombeiros, arrecadado com a taxa de incêndio, para gratificações. (Págs. 1 e Cotidiano C6)

Ações contra enchentes do governo de SP sofrem atraso
As ações contra enchentes anunciadas pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) no início do ano estão atrasadas e não serão concluídas até o verão.
A retirada de sedimentos do Tietê e do Pinheiros não vai conseguir atingir as metas prometidas. O governo paulista culpa contestações na Justiça e no TCE (Tribunal de Contas do Estado) pelos atrasos. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Eleito, premiê não conquista apoio para mudar Carta turca (Págs. 1 e mundo A12)

Editoriais
Leia “Satiagraha anulada”, sobre a decisão do STJ que invalidou a operação, e “Mais desigualdade”, acerca do aumento na distância entre pobres e ricos. (Págs. 1 e Opinião A2)

zp8497586rq
Comentários