O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), entrou hoje com uma representação no Conselho Nacional de Justiça contra o desembargador Dácio Vieira....

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), entrou hoje com uma representação no Conselho Nacional de Justiça contra o desembargador Dácio Vieira. O magistrado proibiu o jornal “O Estado de S.Paulo” de publicar reportagens sobre a antiga Operação Boi Barrica, da Polícia Federal (Operação Faktor). A ação envolve o empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), acusado de pelo menos quatro crimes distintos.

Virgílio pede que uma sindicância seja instaurada e alega que Dácio cometeu infração disciplinar. Segundo o parlamentar, o desembargador deveria ter se negado a julgar a ação de censura, já que era amigo pessoal da família Sarney. “O ato praticado pelo desembargador Dácio Vieira é incompatível com a sua conduta funcional, colocando em suspeição a imparcialidade de suas decisões”, alega Arthur Virgílio.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *