Do Portal Imprnesa, O programa de rádio de maior audiência dos EUA, comandado por Rush Limbaugh, está sofrendo boicotes dos anunciantes após o apresentador...

Do Portal Imprnesa,

O programa de rádio de maior audiência dos EUA, comandado por Rush Limbaugh, está sofrendo boicotes dos anunciantes após o apresentador chamar a estudante de direito Sandra Fluke de “vadia”. O xingamento ocorreu depois de ela ter defendido, em uma audiência pública no Congresso, que os planos de saúde arquem com os custos dos anticoncepcionais.

Os boicotes começaram com uma campanha dos internautas no Twitter com a hashtag #BoycottRush. A ação dos internautas pressionou os patrocinadores a deixarem de anunciar no programa de rádio.

A polêmica começou quando o radialista disse que Sandra quer que os contribuintes paguem para que ela faça sexo. Limbaugh disse aos seus ouvintes “O que faz isso dela? Isso faz dela uma vadia, certo? Isso faz dela uma prostituta”.

O programa é transmitido por 590 estações de rádio em todo o país e conta com cerca de 15 milhões de espectadores, além de possuir grande influência sobre o eleitorado conservador.

Os cometários de Limbaugh foram criticados por pré-candidatos republicanos à presidência dos EUA, que foram contidos em suas declarações para não desagradarem os milhões de eleitores conservadores que concordam com as afirmações do apresentador. Já o presidente americano, Barack Obama, telefonou para Sandra para manifestar o seu apoio à estudante.

Na tentativa de impedir os boicotes Rush Limbaugh divulgou uma nota afirmando que sua “escolha de palavras não foi a melhor, e em uma tentativa de ser engraçado, eu criei uma comoção nacional. Eu sinceramente peço desculpas à senhora Fluke pela insultante escolha de palavras”.

Mesmo com o pedido de desculpas do apresentador inúmeras empresas estão aderindo aos boicotes.

Limbaugh voltou a pedir desculpas a estudante, mas a acusou de “tentar forçar instituições religiosas a abandonarem seus próprios princípios para satisfazerem os dela”. E ainda atacou quem estava criticando as suas afirmações. “Eu agi demais como os esquerdistas que me desprezam. Eu me rebaixei ao nível deles, usando palavrões e exageros. É o que nós passamos a esperar deles, mas é muito abaixo de mim”.

Sandra Fluke não aceitou o pedido das desculpas do radialista.

via Programa de rádio nos EUA é alvo de boicotes após apresentador ofender estudante – Portal Imprensa.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *