O governo brasileiro tem em estoque nove milhões de tratamentos do antiviral Oseltamivir, comercializado sob a marca Tamiflu. O princípio ativo está armazenado num...

O governo brasileiro tem em estoque nove milhões de tratamentos do antiviral Oseltamivir, comercializado sob a marca Tamiflu. O princípio ativo está armazenado num depósito do ministério em Brasília, mas pode a qualquer momento ser enviado para o Laboratório Farmanghuinhos processar a fórmula e fazer a distribuição.

No total, já foram encapsulados 210 mil tratamentos (caixas com 10 comprimidos cada), que estão sendo distribuídos para os municípios e secretarias estaduais de saúde. “Não vai faltar remédio para atender os doentes”, diz uma fonte do Ministério.

Outras 50 mil caixas, doadas pelo laboratório Roche para a OMS e repassadas ao governo brasileiro, chegaram ao país no dia 21 de julho e já estão a caminho dos postos de distribuição.

Não há nenhum dado sobre o número de pessoas atualmente em tratamento. De acordo com o Ministério da Saúde, para isso seria necessário instituir um sistema de monitoramento da situação em todos os miunicípios brasileiros, o que é impraticável.

A mesma fonte informa que não houve, até o momento, nenhuma reclamação de dificuldade no acesso ao medicamento, o que indica a normalidade da situação.

O estoque que dá tranquilidade ao governo brasileiro foi formado para enfrentar outra pandemia anunciada — a de gripe aviária. Mas as medidas sanitárias adotadas por vários países impediram a disseminação do virus, que não chegou ao Brasil.

O medicamento, comprado à época, ficou sem utilidade até o surgimento do virus H1N1 e sua chegada ao país.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *