Com informações do Estadão. O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, defendeu hoje uma solução política para o Senado e diz que...

Com informações do Estadão.

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, defendeu hoje uma solução política para o Senado e diz que a Casa vive uma “crise sequencial”, assemelhando-se à Bolívia, país onde os “presidentes não terminam o mandato”.

O ministro, no entanto, não quis opinar sobre o possível afastamento do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), do cargo.

Leia mais clicando aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *