Com informações da Folha Online. Os peemedebistas declararam guerra contra os políticos que defendem a saída de José Sarney da presidência do Senado. A...

Com informações da Folha Online.

Os peemedebistas declararam guerra contra os políticos que defendem a saída de José Sarney da presidência do Senado. A promessa era atacar todo mundo. E o primeiro alvo foi o tucano Arthur Virgílio (AM), autor de seis denúncias contra Sarney.

Hoje, o PMDB finalmente apresentou uma reclamação no colegiado contra Virgílio. A ação, assinada pela presidente em exercício do partido, denuncia o fato de o tucano ter mantido, por 18 meses, o pagamento de um servidor do gabinete que fazia um curso de teatro no exterior.

Virgílio já anunciou que pagará integralmente as despesas com a folha de pagamento do ex-funcionário. Ele vem pagando em parcelas “pelo delito” que assumiu publicamente.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *