Da Folha Online. O PMDB apresentou na noite desta quarta-feira uma representação no Conselho de Ética contra o líder do PSDB no Senado, Arthur...

Da Folha Online.

O PMDB apresentou na noite desta quarta-feira uma representação no Conselho de Ética contra o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), por quebra de decoro parlamentar. O partido denunciou o tucano porque ele manteve por 18 meses o pagamento de um servidor de seu gabinete que estava estudando na Espanha.

A iniciativa é uma resposta do líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), à movimentação de Virgílio, que pressionou o PSDB a transformar suas denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), em representações, aumentando para 11 as acusações contra o peemedebista.

O PMDB já havia tentado protocolar a denúncia contra Virgílio hoje à tarde. Porém, o presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), questionou o documento. A assessoria do PMDB informou que a documentação foi entregue na noite de ontem no gabinete de Duque. Mas o chefe de gabinete do peemedebista, Zacheu Barbosa Teles, afirmou que o procedimento não é adequado, já que deve ser entregue à secretaria do Conselho de Ética.

A reportagem não localizou Virgílio na noite desta quarta-feira para comentar a denúncia. Mais cedo, o tucano disse que não estava surpreso com a iniciativa do PMDB e prometeu devolver mais de R$ 210 mil aos cofres da Casa como ressarcimento às despesas desse assessor que continuou recebendo vencimentos mesmo estando na Europa.

O senador depositou R$ 60.696,58 na semana passada e ainda vai pagar três parcelas de R$ 50 mil. O valor total a ser pago, segundo a diretora de Recursos Humanos, Doris Peixoto, é de R$ 210.696,58.

Virgílio vendeu um terreno de sua mulher para pagar a primeira parcela e, segundo ele, o dinheiro deve garantir o pagamento de outras duas parcelas. O ressarcimento da última parte deve ser feito com o ganho na venda de um carro.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *