Um ‘Black bloc’ sem máscara

**Marcelo Pinho, no Facebook
marcelopinhoEste será meu último post no Facebook!E será justamente para explicar e me revelar como um dos mascarados que fazem parte do Black Bloc. Nós não somos quem fomos retratados, a mídia nos associa a vândalos e criminosos. Simplesmente compartilhamos os valores e princípios de liberdade, sua defesa e busca por ela. Nós somos pessoas comuns preocupados com o estado deste mundo. Somos seus vizinhos, seus amigos, sua família, seu carteiro, atendentes de loja, e etc. E unidos nós queremos mudança, uma mudança que pelo menos uma vez seja para atender os interesses do povo deste mundo. E por que escondemos os rostos? Ahhh, amigo! O Sistema cobra o seu preço e provavelmente cobrará de mim por me revelar.E como me tornei um?

Um dia acordei como qualquer outro dia. O despertador, o pequeno incômodo nas costas, o raio de luz atravessando a cortina. Foi como o dia anterior e o precursor de outro dia. Todos os dias eram exatamente iguais. Acordar, café, aprontar-se, sair para trabalhar. Gastar o dia todo no trabalho lidando com merda que eu não podia me preocupar menos, simplesmente para render algum dinheiro. Ir para casa, comer, duas horas de tempo livre, cama… tomar banho e repetir!

E foi assim que um dia foi diferente. Por que algo me atingiu. Reconheci para o que serve esse Sistema e para que ele existe, MERDA TOTAL! Identifiquei-me comigo sobre o que a vida deveria ser, ao invés do que é simplesmente aceito. Mas, por quê? Por que tantas pessoas desprezam aquela coceirinha profunda na alma, que chama por eles? Tentando relembrar-lhe o que a vida deveria ser…ou talvez eu deva enfatizar ainda mais minha crença dizendo como essa vida deveria ser.

Clique para continuar lendo

“Como você quer uma revolução no Brasil que seja feita com passeata ?”

Comentário do leitor  Anderson Alves da Silva

Olá, caro amigo Pannunzio; “acho que você deve ter uns quinze anos de idade. Ou então é um idiota completo. Fale lé com cré antes de sair por aí fazendo arruaças. Jornalismo da corrupção é a sua mãe”; ora, ora quanta rebeldia…. a mesma rebeldia que me inflama quando vou as manifestações.
Eu sou um estudante de 22 anos, passei em vestibulares como USP, UNICAMP, UNESP, UNIFESP; e ao contrário de muitos, sou pobre da Z/L de SP… pego metrô, trem, e ônibus onde tenho que ficar apoiado na porta da frente de tão lotado. Minha tia morreu em um hospital publico de Ermelino Matarazzo por descaso (falo com lágrimas nos olhos)onde o leito dela estava sujo de sangue de outra paciente, meu salário em inflação subiu cerca de 12% nos últimos anos, onde a tarifa de ônibus subiu cerca de 188% no mesmo período, comprei um pacote de arroz onde 85% dele era impostos, uma régua escolar tinha 97,5% de impostos, e poderia ficar citando vários outros exemplos. Sinto-me agredido todos os dias e nada posso fazer!!!!
“Se os que me agrediram me pedirem desculpa, podemos fazer as pazes. Mas não creio que isso vá acontecer”; por isso não acredito em mídia, política ou democracia.
“Você é um imbecil truculento. Vá se ferrar, babaca”.
Não é possível que um cara tão esclarecido como tu, não vejas o mal que é causado para o povo tanta farsa, mentira, hipocrisia, pacifismo e falso moralismo que é disseminado na mídia com tamanha cara de pau.
Você, estudado, assim como eu ( mesmo com pouca idade ) sabe que desde a Revolução Francesa, Russa, ou até mesmo a revolução silenciosa feita pelos romanos quando abdicaram de seus serviços para chamar atenção, nenhuma delas foi PACÍFICA!!!
Como tu queres que uma revolução no brasil ( sim, em minúscula ) ainda por cima seja feita com passeata, e não com protestos??? Você também deve saber a diferença de passeata, protesto, manifestação, vandalismo e desobediência civil.
Para mim vandalismo é queimar o carro do Seu João, roubar a lojinha da Tia Maria, apedrejar farmácia, saquear mercados, entrar em ônibus, metrô, trem lotado, morrer no hospital por falta de atendimento como minha tia, impostos mais caros do mundo, morar em um dos países mais corruptos do mundo ( senão o maior ).
Invadir, apedrejar, queimar (assim como a Queda da Bastilha), símbolos do poder, sonegar impostos em época de crise é caracterizado como desobediência civil. Espero que você tenha lido Henry David Thoreau , ou A revolução dos bichos alguma vez.
O que é demonstrado nas ruas, assim como na ditadura, é apenas uma reação legitima e instintiva de uma sociedade que vem sendo agredida, vandalizada, extorquida e assassinada á anos. Os atos de “vandalismo” dos Black Bloc são apenas o reflexo de uma realidade que com certeza você, seus filhos e sua neta não conhecem de perto.
“Poderia me dizer qual é a mentira do que eu acabei de escrever?”
E para terminar, ainda com tudo isso estudo, trabalho, sustento minha mãe e irmã honestamente com dois salários.
“E pode me dizer como eu vou criar meus cinco filhos, a minha neta e a minha enteada trabalhando honestamente ?”
Ops!!! Quer dizer que tu não trabalhaste honestamente??? Eu respondo:
Com caráter e dando a cara pra bater!!!!!! Espero que o Sr. leia. Obrigado pela atenção.

Clique para continuar lendo

Vamos conhecer os seguidores do Black Bloc

Há uma discussão muito boa sendo travada neste blog. Acho que ela abre uma oportunidade de conhecer  esses caras que vestem roupa preta, colocam máscaras e assumem seus ataques a símbolos do regime, do sistema, do Estado, das Instituições (entre elas a imprensa, que eu represento). Tenho recebido bons textos na área de comentários e gostaria de compartilhá-los com vocês.

A discussão às vezes é bem áspera, mas o conteúdo é sensacional. Como é um fenômeno novo no Brasil, a melhor forma de saber o que eles querem, conhecer suas justificativas, compor um quadro realista de sua base ideológica, política e moral é ouvi-los falar.

Clique para continuar lendo

Mensalão ganha destaque no primeiro debate televisivo

Oito candidatos estiveram no primeiro debate televisivo em São Paulo, realizado pela TV BandeirantesFoto: Marcos Alves / Agência O Globo

 

SÃO PAULO – O julgamento do escândalo do mensalão ganhou protagonismo e foi usado como munição contra o PT, na noite desta quinta-feira, no debate televisivo promovido pela TV Bandeirantes, o primeiro confronto entre os candidatos à sucessão da Prefeitura de São Paulo. O candidato Fernando Haddad foi colocado em saia-justa ao ser questionado, em duas oportunidades, sobre o tema. No primeiro, foi perguntado como poderia enfrentar a corrupção na capital paulista se o seu partido estava envolvido no escândalo político. Em outro momento, questionado se o julgamento do mensalão teria peso nas eleições deste ano. O debate televisivo reuniu oito candidatos à prefeitura de São Paulo, todos eles com representação na Câmara dos Deputados.

Clique para continuar lendo

Campanha eleitoral começa hoje com debate na Band

Depois de um longo período de letargia, a campanha eleitoral municipal será deflagrada hoje com o debate entre os candidatos na Rede Bandeirantes de rádio e televisão. Cada uma das capitais brasileiras terá uma edição regional do debate, que será promovido pelas emissoras afiliadas e pelas praças da rede.

Em São Paulo, o debate será entre os oito principais candidatos — José Serra (PSDB), Celso Russomano (PRB), Soninha Francine (PPS), Gabriel Chalita (PMDB), Fernando Haddad (PT), Paulinho da Força (PDT), Carlos Gianazzi (PSOL) e Levy Fidélix (PRTB). A mediação caberá a este dublê de blogueiro e repórter.

Clique para continuar lendo

Primeiro debate em SP empurra mensalão para campanha política

O julgamento do mensalão, que começa na quinta-feira, 2, no Supremo Tribunal Federal (STF), deve entrar na pauta dos candidatos a prefeito de São Paulo por questão de data. O primeiro debate na TV entre eles ocorrerá às 21h30, apenas duas horas e meia após a previsão de término do primeiro dia de sessões no STF sobre o caso.

Chalita não nacionalizará debate; Haddad prepara-se para para se defender sobre o mensalão
Os líderes nas pesquisas de intenção de voto, José Serra (PSDB) e Celso Russomanno (PRB), dizem oficialmente que não pretendem levar o assunto ao encontro entre os candidatos na noite de amanhã, na TV Bandeirantes. O petista Fernando Haddad, porém, já prepara argumentos a fim de se defender de eventuais questionamentos sobre o tema, já que o caso surgiu durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, padrinho político de Haddad.

Clique para continuar lendo

Temas polêmicos serão evitados hoje em debate

DANIELA LIMA, da Folha de São Paulo

Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), adversários na disputa pela Presidência, devem deixar de fora do debate que será promovido hoje pela Record, às 23h, polêmicas que dominaram o noticiário nas últimas semanas.

Coordenadores das duas campanhas ouvidos pela reportagem disseram que a prioridade é fazer o confronto de propostas. A avaliação é que embates baseados em temas como aborto e religião, por exemplo, poderiam “ampliar instabilidades”.

Clique para continuar lendo

Emissoras ocultam do eleitor debate dos concorrentes

Paulo José Cunha, do Blog Telejornalismo em Close

As emissoras de televisão estão sonegando informações sobre os candidatos à Presidência da República. “Grande novidade. Se elas se pautam pelas inclinações ideológicas de seus donos ou por seus interesses patrimoniais, nada demais, ora”. Mas não falo disso: falo de informações essenciais do dia-a-dia dos candidatos. “Como assim, se  se todo dia os telejornais trazem informações sobre “o dia dos candidatos”? Também não me refiro a isso, mas a informações fundamentais, relacionadas a posicionamentos que vêm assumindo ou a opiniões que vêm externando sobre temas os mais diversos, como o aborto, por exemplo. Ou sobre a baixaria da campanha. “Então se refere a quê, infeliz, desembucha!”

Clique para continuar lendo

Vox Populi: Dilma tem 48%; Serra tem 40%

Com informações do Portal Ig

Levantamento encomendado pelo iG dá à candidata do PT 54,5% dos votos válidos, contra 45,5% obtidos pelo tucano

A candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, mantém a dianteira na preferência do eleitorado neste segundo turno, aponta nova pesquisa Vox Populi/iG divulgada nesta quarta-feira. O levantamento, primeiro realizado pelo instituto na segunda etapa da eleição presidencial, dá a Dilma 48% das intenções de voto, contra 40% registrados pelo adversário tucano José Serra.

Clique para continuar lendo

Roberto Romano: “Dilma não tinha alternativa a não ser atacar”

Roberto Romano, Professor titular do Deparamento de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP, é uma das fontes mais requisitadas do momento para interpretar os movimentos da sociedade. Ele tem uma visão muito própria dos últimos movimentos da campanha eleitoral. Ele acha que Dilma Roussef adotou a melhor tática para enfrentar o momento delicado que vive na campanha eleitoral. E reclama da falta de discussão sobre ciência e tecnologia, temas que saíram da pauta com a derrota de Marina Silva.Neste domingo, Romano interrompeu o almoço com  netinha e cedeu uma hora de entrevista ao editor deste Blog.

Clique para continuar lendo

Dilma usa debate da Band no horário eleitoral para atingir Serra

Cinco minutos e 45 segundos de pau puro. Assim foi o programa eleitoral da campanha petista para a tarde desta segunda. A produção se valeu da edição de trechos do debate de ontem na Band.

O curioso é que nem um take do candidato adversário é mostrado. Dilma pergunta e ninguém responde. Fade-in (escurecimento gradual da tela), fade-out ( a candidata reaparece) e lá está DIlma de novo, detonando José Serra.

A edição vitaminou o tom agressivo da candidata, que aparece bem mais assertiva agora, neste início de segundo. A maior parte dos analistas não vinculados ao PT acha a tática temerária. Tentada por Geraldo Alkmin nas eleições de 2006 contra Lula, fez com que o candidato tucano tivesse menos votos no segundo do que no primeiro turno, quando suas aparições insossas lhe valeram o apelido de “Picolé de Xuxu”.

Clique para continuar lendo

Dilma e Serra fazem duelo aberto no primeiro debate do segundo turno

debate_ernesto_rodrigues_ae_10102010.jpg

Rodrigo Alvares e Jair Stangler, do Estadão

No primeiro debate direto do segundo turno, promovido pela TV Bandeirantes, os candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) partiram para o confronto aberto. Antes do debate, esperava-se que os candidatos adotassem uma postura “paz e amor”. Mas a candidata petista sepultou essa possibilidade já no primeiro bloco, partindo para o ataque e abordando de imediato o tema que vem sendo apontado como responsável por a campanha ter ido ao segundo turno, a polêmica sobre o aborto.

Clique para continuar lendo

Aumenta a rejeição ao aborto no Brasil

UIRÁ MACHADO. da Folha de São Paulor

O apoio à proibição do aborto é o mais alto no Brasil desde 1993, quando o Datafolha começou a série histórica de perguntas sobre o tema.

Segundo pesquisa realizada na última sexta-feira em todo o país, 71% dos entrevistados afirmam que a legislação sobre o aborto deve ficar como está, contra 11% que defendem a ampliação das hipóteses em que a prática é permitida e 7% que apoiam a descriminalização.

Atualmente, o Código Penal brasileiro classifica o aborto entre os crimes contra a vida. A pena prevista para a mulher que o provocar ou permitir a prática em si mesma vai de um a três anos de detenção (artigo 124).

Clique para continuar lendo

Caso Erenice mudou mais votos que temas religiosos

Fernando Canian, da Folha de São Paulo

Os fatos que levaram à queda da ex-ministra Erenice Guerra da Casa Civil e a quebra de sigilo de tucanos tiveram peso quase três vezes maior na perda de votos de Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno do que questões relacionadas à religião.

Segundo pesquisa Datafolha realizada na última sexta, cerca de 6% dos eleitores mudaram seu voto, considerando tanto Dilma quanto José Serra (PSDB), por conta dos casos que marcaram a reta final do primeiro turno.

Desse total, Dilma perdeu cerca de quatro pontos percentuais entre o total de eleitores. Aproximadamente 75% das perdas ocorreram por conta dos escândalos recentes no governo.

Clique para continuar lendo

Quem ganhou o debate na Band ?

A julgar pelas reações dos assessores dos dois candidatos, ambos venceram o debate realizado esta noite pela Rede Bandeirantes. Os do PT deixaram o estúdio da emissora contentes com o desempenho de sua candidata. O curioso é que os do PSBD também ficaram satisfeitos com a estratégia adotada por Dilma Roussef.

José Eduardo Cardozo, Marco Aurélio Garcia e Antonio Palocci saíram saciados com a postua mais agressiva de Dilma Rousseff. Acham que a candidata conseguiu deixar claro que tem sido alvo de uma campanha construída com calúnias e difamações que ganharam a internet e, por intermédio dela, os cultos e missas de todo o País.

Clique para continuar lendo