BESTA Cidadania Jornalismo Notí­cias Polí­tica

EBC desperdiça R$ 935 mil por mês com aluguel de sede inútil

A Empresa Brasil de Comunicação,que é responsável pela operação da TV Brasil,  desperdiça mensalmente pelo menos R$ 935 mil com o pagamento inútil de aluguéis  do espaço onde foi montada sua nova sede, no subsolo do Edifício Venâncio 2000, no Setor Comercial Sul de Brasília. O desperdício começou em 2009, quando, a despeito de não se enquadrarem nos requisitos técnicos do projeto, as instalações foram alugadas com dispensa de licitação.

De acordo com o extrato do contrato publicado na edição de 18 de dezembro de 2009 do Diário Oficial da União, a área tem 19,34 mil metros quadrados. Ali deveriam ser instalados cinco gigantescos estúdios e oito estúdios de rádio. Passados quase dois anos e meio — e a despeito da gigantesca obra de reforma — as instalações continuam imprestáveis para o fim a que se destinavam.

Os estúdio da TV Brasil continuam funcionando nas dependências exíguas e precárias do edifício situado na quadra 702 da Asa Norte, de onde deveriam ter se mudado em meados de 2010. O espaço não comporta mais a operação. Esse prédio, se o plano original tivesse sido levado a efeito, deveria ter sido alugado para compensar parte dos custos da locação do novo imóvel. Até hoje, no entanto, isso não aconteceu. Não há sequer data prevista para a mudança.

Uma fonte da EBC revela que  dois problemas impedem a plena ocupação do espaço alugado a peso de outo. O primeiro deles é de responsabilidade direta da administração da empresa. De acordo com a fonte, a empreiteira contratada para reformar o imóvel não completou a obra. Não há por onde passar cabos óticos e de energia elétrica, que não teriam sido adequadamente previstos no projeto de reforma. “Também não estamos convencidos de que há segurança elétrica e, em função disso,  não podemos utilizar os equipamentos instalados nos estúdios”, diz a fonte do Blog do Pannunzio. Ainda que houvesse eletricidade abundante para acionar os estúdios, a situação seria a mesma:  não há cabos óticos ou coaxiais  instalados para interligar a central de produção e os transmissores.

O outro problema seria o dimensionamento inadequado do ar-condicionado, de responsabilidade do Shopping Venâncio 2000, proprietário do imóvel. Isso não diz respeito apenas ao conforto dos funcionários. As câmeras e ilhas de edição não podem operar em temperaturas maiores do que 25º Celsius. A energia térmica irradiada dos spots de iluminação, instalados num subsolo sem ventilação, implicaria risco de incêndio. Graças a essa deficiência, e à ausência de um “aceite” das instalações nos termos ajustados no contrato, a EBC estaria recebendo um desconto no pagamento mensal dos aluguéis.

Clique na imagem para beber na fonte

O Blog checou a informação sobre a existência desse desconto e não conseguiu confirmá-la. Ao contrário: somente neste mês de Março, a Presidência da Repúblia pagou pelo aluguel do prédio inútil da EBC R$ 935.965,62 reais. Se você quiser conferir, basta clicar na imagem ao lado para acessar o Site da Transparência do Governo Federal.

Os pagamentos, ambos efetuados no dia 9 passado, dizem respeito a dois contratos distintos. Um deles, o de menor valor (o de R$ 88,448 mil reais), refere-se ao aluguel provisório (por quatro meses) de um conjunto comercial que vem sendo prorrogado há quase três anos. Todos os meses, religiosamente, o valor é depositado na conta da empresa AR Empreendimentos e Participações Ltda., que assina o contrato como “comodante”.

Meias-verdades no salão de festas

Em 31 de outubro do ano passado, a presidência da EBC divulgou um documento chamado “Quatro Anos de um Ideal Democrático”, que pode ser consultado no pé desta página. É um balanço do primeiro quadriênio do projeto da TV Brasil. Tem uma clara inclinação literária. O texto, bem escrito, poderia se transformar num clássico de ficção bem-sucedido se tivesse recebido a divulgação merecida.

Na página 138, afirma categoricamente que “a modernização [da TV Brasil] só foi possível com a implantação da nova sede do Venâncio 2000. Neste centro comercial inteiramente reformado e adaptado, a EBC reuniu as unidades que funcionavam em diferentes endereços. Com enormes ganhos para a gestão. Seu moderno centro de mídias públicas é dotado de cinco estúdios de televisão, oito estúdios de rádio, cinco suitchers de TV, dezenas de ilhas de edição, …

”]A única coisa que o documento festeiro não diz é que nada disso estava funcionando — e assim permanece até hoje.

A inutilidade do porão alugado pela EBC só não é total por dois motivos. Primeiro, porque uma parte da administração se mudou para lá para não deixar o prédio às moscas. Segundo, porque ele eventualmente faz as vezes de salão de festa para cerimônias oficiais. Foi lá´, por exemplo, que a nova diretoria da EBC tomou posse no dia 9 de dezembro de 2011.

Na fotografia do evento, que reproduzo ao lado, pode-se notar que os estúdios receberam todo o equipamento necessário para as transmissões que nunca aconteceram. Suportes de iluminação,luminárias e refletores, vedação acústica e eletromagnética caríssimas, tudo isso ajudou a fazer brilhar a  posse dos jornalistas Nelson Breve, na Presidência, e Eduardo Castro, na diretoria-geral da EBC.

Ambos, corretos e bem-intencionados, têm agora a responsabilidade de corrigir os problemas e botar a estrutura para funcionar. A fonte que informa o Blog assegura que a meta é conseguir levar  as emissoras de rádio para a nova sede  até o mês de junho. Ainda não há previsão de quando os estúdios de TV terão condição técnica de iniciar a operação no subsolo do Venâncio 2000.

Mas o maior desafio dos novos gestores começa bem antes. Eles terão que encontrar uma maneira de explicar à opinião pública  e ao contribuinte brasileiro os desvios do projeto. Desvios que, em qualquer empresa privada minimamente organizada, redundariam na demissão sumária de seus executores.


Related posts

Os bons meninos

Planalto emplaca relator e tenta obter controle sobre CPI

Notícias da CPI

20 comments

Mario 03/04/2012 at 19:45

Atualizei agora o site do Conversa Fiada e o patrocínio saiu. Não sei como funciona isso ou se eu vi errado. De todo modo, como é público e notório, a Caixa, os Correios e o próprio Banco do Brasil já desviaram dinheiro público dessa forma.

Mario.

Reply
Mario 03/04/2012 at 19:40

Pannunzio, acabei de entrar no blog Conversa Fiada e, agora, é o Banco do Brasil que o patrocina. Veja a manchete do site: “Chantagem foi um tiro no pé.
PR volta para base governista”. É o dinheiro público patrocinando partidos governistas em detrimentos dos de oposição. É a máquina da Administração Pública Federal corroendo o Estado Democrático de Direito. Os petralhas sabem disso, mas confiam na impunidade.

Mario.

Reply
edvaldo cuaio 03/04/2012 at 19:17

Sua fonte lhe passou informação errada, já estão funcionando no venâncio 2000. Os estudios da NBR que faz jornal diário e grava 3 a 5 programas semanais.
O Canal Internacional da TV Brasil.
Estúdio de rádio do programa Voz do Brasil.
Arquivo e tráfico de fitas.
Rádio Nacional FM estúdio e redação.
e o ar condicionado já atende a tudo isso e dezenas de ilhas de edição.

Reply
Fábio Pannunzio 04/04/2012 at 02:16

A fonte passou informação certinha, que foi devidamente checada.

Reply
Eclésio 04/04/2012 at 10:54

Essa fonte deve ser da TV Brasil, essa é a situação da TV Brasil, mas o prédio está bem ocupado. Aqui tb tem meias-verdades.

Reply
luiz galvão 03/04/2012 at 19:08

Matéria muito esclarecedora, Fabio. Principalmente para quem mora em sãmpa e não sabe desses “bastidores”.

Reply
alvaro 03/04/2012 at 15:13

Nunca assisti a TV Brasil, até porque é uma criação dos petistas para fazer propaganda do partido e desviar o foco da corrupção endêmica que nos assola nos últimos 9 anos. A rigor, o governo está c… e andando se gastam muito ou pouco para manter mais uma sinecura para os “progressistas” e “democratas” do partido ou àqueles que venderam suas almas e penas.

Reply
Vivi 03/04/2012 at 18:48

A TVBrasil tem programas excelentes, interessantíssimos, aborda aspectos regionais do país, documentários tratando da nossa história – ou seja, CULTURA! Além de informação de qualidade, com o jornalista Florestan Fernandes Jr. , o programa Observatório da Imprensa, com Alberto Dines, o Brasilianas.org do Luis Nassif, o Conexão Roberto D’Ávila, entre outros.

Reply
Big Head 03/04/2012 at 20:53

Vivi, de fato, o Programa Roberto D’Ávila e o Observatório do Dines são legais, mas o do Na$$if? Poupe-me. Independente disso, todos dão traço e isso é o que importa. Cocentração de renda é isso aí. Programas caros que não dão retorno, tampouco audiência. Feitos pela elite para a elite. Há algo de errado nisso? Claro que não, desde que não sejam pagos com o suado faz-me-rir da patuléia, que não está nem aí. That’s my point, darling!

Reply
Joane 03/04/2012 at 14:12

Toda a área administrativa da EBC funciona no prédio do Venâncio. Ele se encontra ao lado de um terreno da EBC, onde estão instaladas as antenas. Fica perto da Torre de TV onde fica outra parte da EBC.

A localização da sede é perfeita, e isso deve ser considerado.

Acho que o autor do blog deveria se informar melhor, consultando outras fontes.

Reply
Fábio Pannunzio 04/04/2012 at 02:17

O editor do blog está muito bem informado.

Reply
Brandão 04/04/2012 at 10:44

Não parece estar tão bem informado assim não. Sou funcionário da empresa há 6 anos, mudamos de lugar 4 vezes nesse período e só paramos aqui na sede. Não dá pra ignorar os problemas que acontecem aqui, alguns dos quais citados no texto, mas a matéria como um todo está à lá Nelson Rubens. Um exagero. Prédio inútil? Não é pra tanto. Me lembro de qd passamos vexame recebendo autoridades de outros países nas instalações antigas, agora não mais. Nossos banheiros eram horríveis, nossas salas desajustadas, cadeiras caindo aos pedaços, ar condicionado problemático, paredes sujas e quebradas escadas impróprias, inacessibilidade a deficientes, estúdios minúsculos e baixos etc. Há muitos problemas, mas isso sempre teve, o que nunca tivemos são essas instalações atuais. Vem ouvir os funcionários aleatoriamente e pergunte se há vantagem de estar aqui. Mas não peça pra essa fonte dizer quem deve ser ouvido. Algo omitido no texto tb é que temos muitos programas sendo gravados todos os dias nos inúteis estúdios e as equipes, antes fragmentadas, agora estão sendo reunidas, facilitando muito o trabalho. Alardear é fácil, fácil.

Reply
Fábio Pannunzio 04/04/2012 at 11:15

R$ 1 milhão por mês para receber convidados e ter um ar-condicionado que funcione? Muito dinheiro foi gasto na montagem da estrutura para abrigar as rádios e a tv. Foi para isso que a reforma foi feita. A propósito, a fonte do blog é muito mais bem informada do que você imagina. Pode estar certo de, a despeito dasmelhoras evidentes no conforto, a subutilização da nova sede é um escândalo.

Reply
Eclésio 04/04/2012 at 11:02

Só sabe falar isso

Reply
Big Head 03/04/2012 at 07:41

Pannunzio, o ralo é ainda maior se forem considerados os gastos em relação à audiência, pois raros são os programas da TV Brasil que saem do traço no Ibope, o que acaba transformando a empresa num imenso cabide de emprego pra companheirada e ainda de mecanismo de cooptação de ex-jornalistas que se transformaram em verdadeiros donos de Armazéns de Secos e Molhados, sempre dispostos a ecoar o oficialismo em troca de contratos altamente rentáveis, sem licitação.

Reply
Vivi 03/04/2012 at 18:50

Falando em programa que dá traço, e o TV Folha, que passa na TV Tucana Cultura sucateada?

Reply
Big Head 03/04/2012 at 21:03

Vivi, bobinha, a argumentação que usei acima serve para a TV Cultura também, só que com um diferença que passou despercebida por sua desmioldada cabecinha: como pode ser tucana uma TV que tem como presidente um ex-secretário de Marta Suplicy? Mistééééééério… : )

Reply
Vivi 03/04/2012 at 21:56

Mistério é João Sayad ter sido Secretário de Cultura do governo Serra (2007-2010), não é mesmo?Por que você omitiu essa informação, Cabeção?

Reply
Big Head 03/04/2012 at 22:42

Isto só demonstra que o Sayad tem trânsito em todos os espetros do poder político e não que a TV Cultura seja tucana, sacô? Aliás, já vi até o Safatle e o Abramovay comentando política na “TV Tucana”. Enquanto isso, a TV Brasil nos presenteia com Nassif e Azenha, dois legítimos representantes do que a Besta tem de melhor. Quanta diferença…

Big Head 03/04/2012 at 22:44

Esqueci de falar do Roda Viva, que tem presença constante de filopetistas como Maria Rita Kehl…

Leave a Comment