BESTA Direitos humanos Jornalismo Notí­cias Polí­tica saúde

Mariângela Hamu, sobre Heraldo Pereira X Paulo Henrique Amorim: “Foi racismo e ponto!”

Heraldo Pereira foi sereno e preciso. A frase de Ana Maria Gonçalves, citada por ele, diz tudo: ““Paulo Henrique Amorim usou a cor de Heraldo Pereira para atacá-lo. É racismo e ponto. Tá na lei. Quem não concorda deve brigar para mudar a lei, e não para que Paulo Henrique Amorim esteja acima dela.” Parabéns, Heraldo.

Comentários

Related posts

Folha de S.Paulo: SP reestrutura polícia e fecha delegacias

Fábio Pannunzio

Desafio ao leitor II: A reencarnação do servilismo, pelo leitor Big Head

Fábio Pannunzio

Agente da PF joga R$ 30 mil pela janela do apartamento

3 comments

lariane 12/04/2012 at 17:42

bom eu acho que essa história de racismo divia acabar né isso é feio gente nós todos somos humanos né então pra quer racismo.

Reply
alexandre pereira 07/04/2012 at 12:10

Realmente o kamel tem razão, não somos racistas! Isso pode Arnaldo?

Reply
Fr Albuquerque 06/04/2012 at 08:39

Cadê as manifestações das lideranças, dos movimentos negros? Deram apoio ao Heraldo Pereira?

Quem tem mais autoridade para emitir opinião a respeito? Mariângela Hamu? Lideranças que lutam contra a discriminação racial? E agora?

Reply

Leave a Comment