Cidadania Direitos humanos Justiça Polí­tica

Quatro ministros já votaram a favor do direito de interromper gestação de feto anencefálico

Com informações da Agência Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux foi o quarto a votar a favor da interrupção da gravidez de fetos anencéfalos. Além dele, já se posicionaram nesse sentido o relator da ação (ADPF 54) em que a matéria é analisada, ministro Marco Aurélio Aurélio, a ministra Rosa Weber e o ministro Joaquim Barbosa, que adiantou seu posicionamento.

Para o ministro Luiz Fux, impedir a interrupção da gravidez de um feto anencéfalo equivale a impor uma tortura à gestante, o que é vedado pela Constituição Federal. Segundo ele, é a mulher quem deve decidir entre levar ou não a gravidez adiante nesse caso. E aquela que decidir pela interrupção da gestação não poderá ser criminalizada.

Comentários

Related posts

Pela extinção da PM

Ao ver imprensa, assessores desistem de levar Dilma à praia

Merkel diz que pacto fiscal não será renegociado

Leave a Comment