Cidadania Corrupção CPI do Cachoeira Deu no jornal Estadão Notí­cias Polí­tica

TV flagra mensagem de petista tranquilizando Sérgio Cabral por CPI

Partido está decidido a blindar o governador do Rio, suspeito de envolvimento com a Delta - Reprodução
O PT está decidido a poupar Cabral, mesmo depois de o PMDB não ter apoiado o requerimento do ex-presidente Fernando Collor que pedia à Polícia Federal as gravações telefônicas das conversas entre o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com o jornalista Policarpo Júnior, diretor da sucursal da revista Veja, em Brasília

“A relação com o PMDB vai azedar. Mas não se preocupe. Você é nosso e nós somos teu (sic)”, escreveu o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), ex-líder do governo, para Sérgio Cabral. A imagem da mensagem foi gravada. Na sessão administrativa desta quinta, o PMDB se recusou a apoiar o requerimento de Collor. Já os petistas foram claramente favoráveis a “investigar essa relação promíscua entre uma quadrilha e um jornalista”.

Ao final da sessão da CPI, um petista alertou que o PMDB não pode adotar a tática de “dar às costas aos demais aliados”. O PT evitou que o proprietário da Delta Construções, Fernando Cavendish, que tem ligações estreita com Cabral, fosse convocado para depor na CPI. A Delta nacional também foi poupada e não teve seus sigilos fiscal, bancário e telefônico da empreiteira.

Beba na fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,tv-flagra-mensagem-de-petista-tranquilizando-sergio-cabral-por-cpi,874388,0.htm

Comentários

Related posts

Campanha tucana na TV ainda faz remissões implítias ao aborto.

Fábio Pannunzio

Imprensa já condenou PT no mensalão, diz Delúbio

Avião com 114 brasileiros pousa em Malta

Bruna Pannunzio

8 comments

Airton 18/05/2012 at 22:11

A explicação do deputado é pior que o que fez .

http://vaccarezza.com.br/nota-do-deputado-candido-vaccarezza/#.T7aALMSiWRE.twitter

” O texto da mensagem captado ontem pela TV refletiu minha preocupação pessoal com tensionamentos pontuais entre o PT e o PMDB. Meu objetivo era deixar claro ao governador Sérgio Cabral que, apesar das discordâncias pontuais, a boa relação entre nossos partidos deve ser mantida. ”

a pergunta que deve ser feita :
porque ao governador e não ao vice-presidente do Brasil , que é presidente do partido ?

Reply
Cesar 18/05/2012 at 21:50

Depois desta vou ter que dar uma atenção extra ao telejornalismo do SBT, que está de parabéns por um ” furo de reportagem”, que fazia tempo que não via.

Reply
Candango 18/05/2012 at 16:53

Não tem preço ver um petista como o Vaccarezza se desdobrar para defender o Sérgio Cabral e o EMPREITEIRO Cavendish. É muito óleo de peroba…

Reply
Big Head 18/05/2012 at 12:28

“Professor”, por que toda essa cautela e essa reverência à Constituição não apreceram quando foram publicados os grampos que derrubaram o Mendonção? Pra mi, também naquele episódio, a imprensa cumpriu seu papel, que é externar verdade de interesse público. Só que as gravações foram ilegais e não vi ninguém do PT, na oposição à época, gritar contra isso.

Reply
Big Head 18/05/2012 at 12:19

“Professor”, tenho plena convicção de que se o flagrado fosse um figurão da oposição a CF/88 não seria por você invocada para defendê-lo. No mérito, a questão é muito discutível, pois não houve violação alguma. O Vacarezza, num espaço mais que público, deixou à mostra a mensagem. Imagine um jornalista num restaurante. De repente, na mesa ao lado, um político ao telefone faz revelações bombásticas a seu interlocutor, que são escutadas pelo reporter. Estaria o jornalista proibido de revelá-las? Antes pelo contrário, estaria sim obrigado a publicá-las. Violação houve no caso da Carolina Dieckman e da Scarlett Johanson.

Reply
Airton 18/05/2012 at 11:47

Alguém procurou o Vacarezza para explicar a mensagem de texto ?

Reply
Flavio F Farias 18/05/2012 at 11:38

A manchete e conteúdo desta matéria deveriam ser outros:
É só observar a Constituição Federal 1988

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

XII – é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual penal; (Vide Lei nº 9.296, de 1996)
….
É INVIOLÁVEL O SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS.

Reply
Airton 18/05/2012 at 19:20

Professor , poderia me explicar como foi violado o sigilo das comunicações telefonicas do deputado ?
E aproveitando poderia me explicar como surgiu o PIG ? Em que instante isso aconteceu ?
E poderia explicar porque o Lula deixou o comicio da vitória na av.Paulista , pra dar uma entrevista exclusiva a Rede Globo , que era, e sempre foi o que é ?

Reply

Leave a Comment