Cidadania Corrupção CPI do Cachoeira Deu no jornal Estadão Notí­cias Polí­tica

TV flagra mensagem de petista tranquilizando Sérgio Cabral por CPI

Partido está decidido a blindar o governador do Rio, suspeito de envolvimento com a Delta - Reprodução
O PT está decidido a poupar Cabral, mesmo depois de o PMDB não ter apoiado o requerimento do ex-presidente Fernando Collor que pedia à Polícia Federal as gravações telefônicas das conversas entre o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com o jornalista Policarpo Júnior, diretor da sucursal da revista Veja, em Brasília

“A relação com o PMDB vai azedar. Mas não se preocupe. Você é nosso e nós somos teu (sic)”, escreveu o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), ex-líder do governo, para Sérgio Cabral. A imagem da mensagem foi gravada. Na sessão administrativa desta quinta, o PMDB se recusou a apoiar o requerimento de Collor. Já os petistas foram claramente favoráveis a “investigar essa relação promíscua entre uma quadrilha e um jornalista”.

Ao final da sessão da CPI, um petista alertou que o PMDB não pode adotar a tática de “dar às costas aos demais aliados”. O PT evitou que o proprietário da Delta Construções, Fernando Cavendish, que tem ligações estreita com Cabral, fosse convocado para depor na CPI. A Delta nacional também foi poupada e não teve seus sigilos fiscal, bancário e telefônico da empreiteira.

Beba na fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,tv-flagra-mensagem-de-petista-tranquilizando-sergio-cabral-por-cpi,874388,0.htm

Related posts

Para Hillary, Dilma criou ‘padrão global’ contra a corrupção

Veja as manchetes dos principais jornais desta quarta-feira

Bruna Pannunzio

Lula é nome favorito para 2014, aponta pesquisa CNT

8 comments

Airton 18/05/2012 at 22:11

A explicação do deputado é pior que o que fez .

http://vaccarezza.com.br/nota-do-deputado-candido-vaccarezza/#.T7aALMSiWRE.twitter

” O texto da mensagem captado ontem pela TV refletiu minha preocupação pessoal com tensionamentos pontuais entre o PT e o PMDB. Meu objetivo era deixar claro ao governador Sérgio Cabral que, apesar das discordâncias pontuais, a boa relação entre nossos partidos deve ser mantida. ”

a pergunta que deve ser feita :
porque ao governador e não ao vice-presidente do Brasil , que é presidente do partido ?

Reply
Cesar 18/05/2012 at 21:50

Depois desta vou ter que dar uma atenção extra ao telejornalismo do SBT, que está de parabéns por um ” furo de reportagem”, que fazia tempo que não via.

Reply
Candango 18/05/2012 at 16:53

Não tem preço ver um petista como o Vaccarezza se desdobrar para defender o Sérgio Cabral e o EMPREITEIRO Cavendish. É muito óleo de peroba…

Reply
Big Head 18/05/2012 at 12:28

“Professor”, por que toda essa cautela e essa reverência à Constituição não apreceram quando foram publicados os grampos que derrubaram o Mendonção? Pra mi, também naquele episódio, a imprensa cumpriu seu papel, que é externar verdade de interesse público. Só que as gravações foram ilegais e não vi ninguém do PT, na oposição à época, gritar contra isso.

Reply
Big Head 18/05/2012 at 12:19

“Professor”, tenho plena convicção de que se o flagrado fosse um figurão da oposição a CF/88 não seria por você invocada para defendê-lo. No mérito, a questão é muito discutível, pois não houve violação alguma. O Vacarezza, num espaço mais que público, deixou à mostra a mensagem. Imagine um jornalista num restaurante. De repente, na mesa ao lado, um político ao telefone faz revelações bombásticas a seu interlocutor, que são escutadas pelo reporter. Estaria o jornalista proibido de revelá-las? Antes pelo contrário, estaria sim obrigado a publicá-las. Violação houve no caso da Carolina Dieckman e da Scarlett Johanson.

Reply
Airton 18/05/2012 at 11:47

Alguém procurou o Vacarezza para explicar a mensagem de texto ?

Reply
Flavio F Farias 18/05/2012 at 11:38

A manchete e conteúdo desta matéria deveriam ser outros:
É só observar a Constituição Federal 1988

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

XII – é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual penal; (Vide Lei nº 9.296, de 1996)
….
É INVIOLÁVEL O SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS.

Reply
Airton 18/05/2012 at 19:20

Professor , poderia me explicar como foi violado o sigilo das comunicações telefonicas do deputado ?
E aproveitando poderia me explicar como surgiu o PIG ? Em que instante isso aconteceu ?
E poderia explicar porque o Lula deixou o comicio da vitória na av.Paulista , pra dar uma entrevista exclusiva a Rede Globo , que era, e sempre foi o que é ?

Reply

Leave a Comment