Corrupção Deu no jornal Estadão Justiça Mensalão Notí­cias Polí­tica

Lula pediu para adiar mensalão, diz Gilmar Mendes

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pressionou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, para adiar o julgamento do mensalão. Segundo reportagem da revista Veja, a conversa teria ocorrido no escritório de advocacia do ex-ministro da Defesa Nelson Jobim.

Questionado pela reportagem, durante evento neste sábado em Curitiba (PR), Mendes não quis dar declarações, mas confirmou o conteúdo da reportagem e salientou que nem ele nem os outros ministros do Supremo se sentem intimidados pelo ex-presidente. A expectativa é de que o STF julgue a ação no segundo semestre.

De acordo com a revista, Lula teria comentado que o julgamento agora seria “inconveniente” e feito uma oferta velada. Em troca do apoio ao adiamento, Mendes poderia ter proteção na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPI) do Cachoeira.

O ministro do STF é próximo do senador Demóstenes Torres (ex-DEM, sem partido-GO) e há rumores sobre um encontro dos dois em Berlim, supostamente pago por Carlinhos Cachoeira. Lula teria perguntado sobre a viagem e comentado que tem controle sobre a CPI. Lula teria dito que uma decisão este ano seria muito influenciada pelo processo eleitoral.

Porém, haveria uma vantagem extra no adiamento: em 2013, os ministros Carlos Ayres Britto (atual presidente do STF) e Cezar Peluso, considerados propensos à condenação, estarão aposentados.

Procurada, a assessoria de Lula negou a conversa e afirmou que ele nunca interferiu no processo, muito menos pressionou ministros do STF a adiar o julgamento, embora considere o mensalão “uma farsa”. Jobim foi na mesma linha. “O quê? De forma nenhuma, não se falou nada disso”, reagiu. “O Lula fez uma visita para mim, o Gilmar estava lá. Não houve conversa sobre o mensalão.” Jobim disse, sem entrar em detalhes, que na conversa foram tratadas apenas questões “genéricas”, “institucionais”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. (Mariângela Gallucci, Fábio Fabrini, Vera Rosa e Júlio Cesar Lima, especial para o Estado)

Beba na fonte: Lula pediu para adiar mensalão, diz ministro – politica – politica – Estadão.

Comentários

Related posts

Lula defende posição de Dilma em greve de servidores federais

Bruna Pannunzio

Bate-boca marca primeiro dia do julgamento do Mensalão

Brasil sobe 13 postos no ranking mundial de liberdade de imprensa

Fábio Pannunzio

51 comments

Rubens 01/06/2012 at 17:32

Tanto Lula quanto Gilmar são pessoas constantemente envolvidas em casos nebulosos. Por isso, tenho sempre um pé atrás em relação ao que dizem. Mas sobre a acusação feita pelo ministro, ele, como integrante da mais alta Corte, deveria tê-la acompanhado de provas. Acabou sendo desmentido três vezes pela única testemunha do caso; desdizendo o que disse e expondo a si e o Supremo ao ridículo.
Acompanhei todas as entrevistas que ele deu e a coisa não se sustenta de pé:
Perguntado se “Em algum momento [houve] a situação realmente de oferecer uma blindagem em relação às investigações que ocorrem no caso Carlinhos Cachoeira?”, o ministro negou: “Não! A questão não se coloca dessa forma”.
Noutra parte, ele diz: “A rigor o presidente tocou várias vezes na questão da CPMI e aí eu entendi… Eu depreendi, que ele estava inferindo que eu tinha a dever nessa matéria de CPMI”.
“Eu depreendi, que ele estava inferindo”… Fala, sério….
Noutra, ele diz: “Não houve nenhum pedido específico do presidente em relação ao mensalão. Manifestou um desejo, eu disse da dificuldade que o tribunal teria. Ele não pediu a mim diretamente. Disse: ‘O ideal era que isso não fosse julgado’. Então eu disse: ‘Não, vamos torcer para que haja um julgamento, e é tudo que o tribunal quer, e essa é a minha posição em matéria penal, é muito conhecida.’”
Manifestar um desejo, não é a mesma coisa que achacar.
Numa entrevista ao UOL, Gilmar afirma que foi ao encontro porque há algum tempo tentara visitar Lula e não conseguia.
Então foi ele, quem procurou o Lula, não o inverso.
Minha pergunta é: por que o ministro arriscou-se a fazer uma acusação sem comprovação material ou testemunhal e depois se viu nessa ridícula situação de ter de desdizer o que havia dito? Isso me deixa com a pulga atrás da orelha.

Reply
Claudionor 27/05/2012 at 23:44

Pannunzio, essa notícia nem merece repercussão.

É óbvio que Gilmar Mendes não tem poderes para adiar o mensalão. Quem define a pauta do Supremo é Ayres Britto, quem está com o processo e precisa liberá-lo é o Ricardo Lewandowski.

Gilmar Mendes apenas vai votar no dia…

VEJA está acuada há meses, desde que Cachoeira foi em cana.

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 23:46

Oh, meu Deus, como vocês são crédulos!

Reply
mauro m filho 27/05/2012 at 22:41

Sr Fábio, seu blog está sendo pautado por esquerdinhas, disfarçados de autênticos democratas, a fina flor de liberais. não caia nessa. como você permite este tipo de gente pautando-lhe?

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 22:44

A prática democrática é um exercício de obstinação e paciência, Mauro. Aqui não importa se a pessoa é direita, esquerda ou centro. Desde exponha suas idéia com polidez e consistência, aceito tudo de bom grado. Um abraço.

Reply
Alex 27/05/2012 at 22:53

“Aqui não importa se a pessoa é direita, esquerda ou centro. Desde exponha suas idéia com polidez e consistência, aceito tudo de bom grado. Um abraço.”

Reynaldo Azevedo, Augusto Nunes e Paulo HenriqueAmorim deviam pregar isso na testa de seus blogs, logo embaixo dos banners de propaganda.

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 23:01

Vou repetir um mantra que faria corar um filósofo grego: ado, a-ado, cada qual no seu quadrado!

Reply
Sergio Roberto Santos 28/05/2012 at 18:00

Pena que tenha censurado o meu comentária com comentários critico ao dono do Blog.
Hoje a imprensa está polarizada exatamente como em 1964

Reply
Lúcio Wanderley 27/05/2012 at 19:47

Que adjetivo Mercadante e Cia. darão ao Lula? Na época da compra de dossiês ele chamou a tropa de “Aloprados”! E agora, “Seu” Lulla? Quem é o verdadeiro aloprado?

Reply
ALVESI 27/05/2012 at 19:01

… continuando e concluindo:
lula é o verdadeiro CHEFE DO MENSALÃO.

Reply
ALVESI 27/05/2012 at 19:00

… Vixi moço, os funcionários do pt pagos com dinheiro público estão trabalhando hoje !!!!! Em pleno domingão foram mobilizados para incriminar o Ministro Gilmar Mendes e fazer a defesa do lula, o verddaeiro

Reply
Jotavê 27/05/2012 at 20:30

Esse é padrão dos comentários na net, hoje. Uma frase mal costurada, mal escrita, mal pensada, querendo se fazer passar por uma “opinião” a respeito de qualquer coisa. Acontece dos dois lados da trincheira. É uma espécie de mínimo denominador comum das torcidas – a pobreza de vocabulário, de raciocínio, de articulação. As pessoas precisam começar a entender a importância que têm estes espaços públicos para a vida democrática contemporânea, e se comportarem com mais compostura. Não é por ser contra o Lula, não. É porque é ruim, mesmo.

Reply
Adi 27/05/2012 at 18:17

Caro Pannunzio

Parabéns, a maioria dos jornais se limita a dizer que foi a Veja que disse que Lula tentou coagir Gilmar Mendes, e não o próprio Gilmar Mendes, isolando o membro do STF, Lula não abre a boca e nem da as caras, Jobim foi o elo de ligação mas não falou nada, não ouviu nada e nem viu nada.
Mas a verdade é uma só, o pior cego é aquele que não quer ver, e voce é um dos poucos que não se ilude com esta gente.

Reply
Fabio 27/05/2012 at 17:28

Ola Fabio

A pouco tempo comecei a ler o seu blog, e apesar de discordar na maioria das vezes dos seus pontos de vista, venho elogiar esse seu post. Ao contrario de outros blogueiros que ja dao como verdade essa afirmacao do Gilmar Mendes ( e outros blogs ja falam com toda certeza que é mentira ) vc coloca a noticia e deixa no ar para que sejam feitos os devidos esclarecimentos. Esse clima de Fla x Flu que vivemos no Brasil hoje é terrivel para a nossa democracia!! Abracos

Reply
Vanessa 27/05/2012 at 17:10

O Luiz Inacio se acha acima da lei … ele acha que pode tentar chantagear um Ministro do STF (“e aquela viagem a Berlin?’) e que vai ficar tudo bem pra ele.
Ele deve nivelar todo o mundo pela cumpanheirada – “todos tem o rabo preso” – então ninguem vai ter coragem de abrir a boca …
Só que, uma hora, ele encontra pessoas que NÃO TEM o rabo preso …. daí ele se estrepa!

Afinal, ele é “o cara”, ele pode tudo … Ele é inimputável.

E tem gente que defende!

Reply
Maria Luiza 27/05/2012 at 15:29

To vendo que a petralhada faz patrulha em todo lugar eim Pannunzio,?porque aqui seria diferente?abços

Reply
maisvalia 27/05/2012 at 15:03

Nesta altura do campeonato, o sr. Lula não tinha nada que arrumar um encontro ao “acaso” , mas com local e hora marcada, com um membro do STF.
Se o fez, foi com o objetivo contado pelo ministro, por óbvio.
O Jobim já mentiu no caso da Constituição, onde enfiou um artigo sem este ter sido votado.
Que país é este ?!?

Reply
Jotavê 27/05/2012 at 20:32

A outra possibilidade é que o próprio Gilmar Mendes tenha provocado esse encontro, não é?

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 21:10

Mas isso sequer chegou a ser cogitado, Jotavê.

Reply
Flávio Furtado de Farias 27/05/2012 at 21:33

Isto foi cogitado, sim, Pannunzio. Há os que dizem que Gilmar provocou o encontro, sabendo previamente que Lula estaria lá no escritório de Jobim.

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 22:22

Quem está dizendo isso, professor ?

Flávio Furtado de Farias 29/05/2012 at 09:08

E agora Pannunzio, o próprio Gilmar Mendes explica que ele é que foi ao encontro de Lula. Então?

Jotavê 27/05/2012 at 22:10

Pelo contrário, Fábio. Segundo Jobim, Lula havia marcado encontro com ELE, Jobim, com bastante antecedência. Gilmar apareceu exatamente na hora desse encontro. É óbvio que Jobim avisou Lula da presença de Gilmar Mendes em seu escritório, e que Lula aceitou ir até lá mesmo sabendo que iria encontrar-se com Gilmar. Mas não está nem um pouco claro quem tomou a iniciativa de PROVOCAR o encontro.

Não duvido que Lula pudesse ameaçar Gilmar Mendes de jogar a CPI sobre ele, caso não colaborasse para o adiamento do processo do mensalão. Faz parte da lógica do jogo, apesar de ser ilegal, antiético, etc. Mas duvido que fosse PESSOALMENTE fazer a chantagem. Ela seria feita por meio de um dos membros da CPI, que levantaria a lebre. O recado estaria dado com toda a clareza possível.

É perfeitamente plausível que a revista Veja e Gilmar Mendes tenham “montado” essa história de comum acordo. Seus interesses coincidem. A revista tinha que sair da defensiva. E Gilmar Mendes tinha que se prevenir contra a mais do que provável inclusão de seu nome nessa história toda. Ambos os objetivos foram atingidos.

Lula pode ter feito essa burrada? Pode. É plausível? Não, não é. Por quê? Porque Lula é puro, ou honesto demais? Não. Não se trata disso. Ele não faria isso porque é um dos políticos mais experientes do país, e chantagear pessoalmente um inimigo político com uma testemunha presente é burrice.

Reply
Marcelo G 28/05/2012 at 00:21

Realmente, vcs estão se superando na fantasia. Agora antípodess é de que Lula foi vitima de uma armação do Gilmar com o Jobim?
Meu Deus….

Marcelo G 28/05/2012 at 00:23

Além do mais, esse seria só mais um entre os milhares de episódios de absoluta falta de decoro do ex-presidente que se julga o líder supremo de toda a humanidade.
Dilma é que deve viver um dilema: inegavelmente, deve tudo a ele, mas deve estar de saco cheio!

byMel 27/05/2012 at 14:00

É gravíssimo um ex-presidente pressionar e ameaçar membros da mais alta corte do país!

Passou anos mentindo, enganando e matraqueando suas sandices nos palanques!

Capo di tutti capi, chefão da quadrilha – pior que a Camorra – que se aboletou no ‘pudê’ pra ASSALTAR o país e destruir as Instituições.

Usa de CHANTAGEM de bastidores pra salvar os comparsas e a própria (má) reputação!

Acobertado pela imprensa (que pasmem.. tenta censurar) e beneficiado pela oposicinha covarde, devia ter sido impichado ainda em 2005.

Não se cometa o mesmo erro!

Esse sr. não é mais absolutamente NADA!
Não tem ‘foro privilegiado’ nenhum, nem tem autorização da sociedade pra perpetuar seus crimes!

#julgamentomensalaoJA

Reply
Robson de Oliveira 27/05/2012 at 13:29

Como saber se é ou não é mentira? Estaria Jobim chamando Gilmar de MENTIROSO? Não há provas, só por isso seria mentira? Agora partem para as desqualificações habituais.
Lula ainda não se manifestou com “veemência” como seria típico nessas circunstâncias. Veja publica cegamente? Não questionou nada?
Quem ganha com isso tudo? E o que?
Existem mais perguntas do que respostas. O fato é que o encontro aconteceu. Mais um desses encontros obscuros como os que Dirceu mantinha no hotel com autoridades. Decerto para trocar receitas de bolo.
O submundo parece estar bem agitado.
Vamos aguardar!!!

Reply
sossegão 27/05/2012 at 13:05

Mais uma declaração que fará parte das intermináveis, não comprovadas e chatas intrigas politicas que surgem no pais.
Lula seria muito inocente (o que não é o caso) se fizesse uma proposta destas , o Jobim desmente o Gilmar Mendes e o mesmo não terá como provar a veracidade do que falou.
Como sempre, a turma da Veja e da Globo farão crer que Gilmar Mendes fala a verdade enquanto que a Carta Capital & Cia dirão o contrário.
Até quando teremos que tolerar estas idiotices ?

Reply
Jotavê 27/05/2012 at 13:59

É isso, Sessegão. É exatamente assim que vejo as coisas.

O erro de origem, na minha opinião, está no fato de a revista Veja assumir o ponto de vista DO POLÍTICO, renunciando assim ao ponto de vista de quem ANALISA a política. O objetivo é CRIAR FATOS POLÍTICOS:

1. Dias Tofolli fica constrangido, pela reportagem (INTEIRAMENTE baseada nas declarações de Gilmar Mendes) a não participar do julgamento.
2. Se um ministro do Supremo considerar que não é adequado fazer com que o julgamento do Mensalão coincida com as eleições do final do ano (na minha opinião, não é, mesmo), pesará imediatamente sobre ele a suspeição de estar “cedendo aos pedidos de Lula”.
3. O episódio tira a revista da defensiva. Ela passa ao ataque em suas relações com os políticos.

A revista Veja optou por ser um ator no tabuleiro político. E isso vicia todas as suas reportagens. É preciso denunciar sem tréguas esse estilo de jornalismo. Sua matriz é (paradoxalmente) o jornalismo da esquerda autoritária dos tempo da Guerra Fria. É aquele estilo que acabou sendo incorporado por jornalistas como Reinaldo Azevedo e Augusto Nunes. É lamentável.

Reply
jose carlos arana 27/05/2012 at 20:03

Nelson Jobin já desmentiu a reportagem da Veja no Estadão. Não durou 24 horas este “escandalo”. O estranho, é o fato ter ocorrido em abril, quando Lula visitou Jobin e só agora ( mais de 30 dias ) e após a instalação da CPMI a divulgação deste fato. Coincidência? O estranho é o ministro ter declarado à Veja, por que não à Época ou a Isto É, e sim a Veja, a mesma do grampo sem o audio? Coincidência? Leviana e o mínimo que se pode dizer de uma reportagem que não pode ser comprovada.

Reply
Flávio Furtado de Farias 27/05/2012 at 12:58

Pannunzio, Pannunzio…
Você quer ser levado à sério mesmo?
Espalhe estas mentiras sem comentar e acrescentar o que já se sabe delas até agora.
O que Jobim declarou. O que Ayres declarou.
Os desmentidos.
Ah, Pannunzio, comer alho faz mau hálito…

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 13:10

Professor, como você sabe que é mentira ? O desmentido do Jobim foi mais uma confirmação do que um desmentido. Veja a Rádio do Moreno. O Gilmar Mendes foi categórico, reiterou a denúncia. O encontro realmente ocorreu, como parece não restar dúvida, pois foi confirmado por todas as partes. Depois a imprensa que é golpista, né ?

Reply
Flávio Furtado de Farias 27/05/2012 at 14:03

Eu não sei se é mentira o encontro ou as conversas, Pannunzio.
Porém, vejamos que foi desmentido por Jobim, e o que disse Moreno está na esfera da especulação.
Jobim ao desmentir Gilmar aponta para uma questão grave.
E isto você não enfatizou. Não comentou.

Reply
Flávio Furtado de Farias 27/05/2012 at 15:26

Pannunzio, neste caso Gilmar prevaricou, não é?
Deveria ele abrir imediatamente um processo contra o ex-presidente Lula.
Para bem da verdade, para o estabelecimento da verdade deveria ele imediatamente abrir este processo?
vai continuar prevaricando?

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 17:51

Professor, essa é uma acusação grave. Prevaricação é crime, e imputar crime a alguém constitui crime de calúnia. Eu não faria essa afirmação.

Reply
Flávio Furtado de Farias 27/05/2012 at 19:04

Observe que se Lula fez isto, deveria ele ou não ter, a exemplo de um policial quando diante de um crime, agido, movimentado pela justiça?
Se deveria agir, e não agiu, me parece que se enquadra nesta configuração.
Ou será que pode o PIG imputar um comportamento criminoso a Lula, e não imputar a responsabilidade ao agente da justiça no mesmo ato?

Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 19:07

O que me parece é que o problema é de natureza moral, e não criminal.

Flávio Furtado de Farias 29/05/2012 at 09:10

Pannunzio, o PSDB, o DEM, e o PPS entederam diferente de você. Entenderam como crime previsto no código Penal, através dos art. 332, 333 e 344…
Sendo assim deveriam entender que o Ministro prevaricou,

Jotavê 27/05/2012 at 20:36

Aproveito o comentário do Flávio para fazer uma observação muito simples. Ou Gilmar Mendes abre uma ação contra Lula (pois alega que foi chantageado), ou Lula abre uma ação contra Gilmar Mendes (pois alega que foi caluniado).

Reply
Sergio Roberto Santos 27/05/2012 at 18:07

Será que Lula seria tão idiota a ponto de propor uma coisa destas loga ao Gilmar?
Esta reportagem de Veja não é exatamente igual a denuncia de grampo que o mesmo Gilmar fez na mesma Veja e que envolvia o Demostenes?
Será que pensam que a população é idiota?
Porque Gilmar não denunciou imediatamente esta chantagem?

Reply
Sergio Roberto Santos 27/05/2012 at 19:10

Acrescentando. Mesmo que seja verdade, porque um ministro do Supremo Tribunal Federal não foi imediatamente ao presidente do Supremo e denunciou uma tentativa de chantagem envolvendo a decisão de um julgamento.
Um ministro do Supremo não pode simplesmente denunciar um fato desta gravidade a uma revista. Como autoridade deveria ele imediatamente denunciar o ocorrido.

Reply
Marcelo G 28/05/2012 at 00:30

Resposta à sua primeira pergunta: sim, seria. A idiotice, nesse caso, vem da convicção no próprio poder absoluto, acima de tudo e de todos, de estar acima do bem e do mal e, especialmente, do desespero de ver as suas mentiras começarem a cair com a condenação dos mensaleiros.

Reply
Jotavê 27/05/2012 at 13:28

Flávio,

Antes todos os jornalistas estivessem se portando com a correção do Fábio ao dar essa notícia. Há uma denúncia feita por um ministro do Supremo. É óbvio que isso é notícia e tem que ser divulgado.

Lula realmente disse o que Gilmar Mendes disse que ele disse? Teria tentado chantagear o ministro? Ou isso é algo que Gilmar Mendes malandramente “acrescentou” à sua descrição dos fatos? NÃO SABEMOS. Há duas versões sobre a mesa, e o Fábio menciona as duas.

Assumir a priori que a chantagem não ocorreu é, na minha opinião, tão desonesto quanto assumir a priori que Gilmar Mendes está falando a verdade, enquanto Jobim e a assessoria de Lula estão mentindo.

Reply
Flávio Furtado de Farias 27/05/2012 at 21:00

Se não houvesse histórico desfavorável ao senhor GILMAR MENDES, eu até concordaria. Mas, não é o caso.

Reply
Marcelo G 28/05/2012 at 00:33

“Histórico desfavorável” é questão de opinião. Na minha visão sobra esse histórico desfavorável de atropelo às instituições ao Sr Lula.

Reply
Jotavê 27/05/2012 at 12:53

O tom que você dá à notícia é perfeito, Fábio. Não tenta “fabricar” um fato consumado. Faz o leitor ter acesso às informações disponíveis, e também à FALTA DE INFORMAÇÕES existente até aqui a respeito de vários pontos.

É só isso o que se pede: honestidade intelectual. A imprensa, quando se afasta da perspectiva PARTIDARIZADA do político profissional, cumpre melhor sua função. E pode opinar, sim. Cada um de nós tem uma opinião, e é PRAZEROSO confrontar nossas opiniões com as opiniões alheias, quando estas são bem articuladas.

Construir fatos, escondendo malandramente os dados que não favorecem a nossa “versão” é outra coisa. Nâo contribui em nada para o debate, e irrita, pois temos a impressão de que estão querendo nos manipular num determinado sentido.

Reply
S LEAL 27/05/2012 at 12:10

Fantásticas coincidências que assolam o país:
O Gilmar estava no meu escritório e o Lula “chegou” lá !
Os “manifestantes”estavam na porta do Clube Militar e o Tarso Genro, que distraidamente passava por lá, parou para olhar !
Quem esta gente pensa que engana?
Parece até a piada em que o larápio ia saindo da fazenda com um porco de 100 Kg nas costas, e o dono :
– Ei, você, larga o meu porco !
-Que porco ?
-Este aí nas suas costas!
– Uiii, socorro, tira este bicho daqui, tira este bicho daqui…
Até para o cinismo tem que haver um limite, não é amigos…

Reply
silva 27/05/2012 at 11:53

Pelo que diz Mendes, Lula o teria pressionado com uma oferta (não deixar a CPI atormentá-lo) e com uma ameaça (investigar sua viagem a Berlim). Lula e Gilmar são fortes opositores e certamente não confiam um no outro. Logo, Lula sabe que Gilmar nunca confiaria na citada oferta de proteção. Além disso, Gilmar não controla a agenda do Supremo. Por essas razões, Lula teria que ser burro se fizesse tal oferta/pressão a quem não pode mudar a agenda do julgamento mensaleiro e não confiaria em ofertas de proteção petistas. Como Lula não é, ao que se sabe burro, a história toda não resiste a um exame lógico. Como foi Gilmar quem pediu o encontro, a hipótese mais lógica é que tenha montado uma armadilha pra Lula. Já a Veja quer passar da defesa ao ataque, mesmo se com uma acusação baseada na palavra de um contra outro – ou contra dois outros.

Reply
Péricles 27/05/2012 at 11:32

Como é que é, Fábio. Os dois ministros estão propensos a condenar? Então isso não é um julgamento baseado e provas documentais e à luz da lei? É pela opinião do juiz julgante? É isso que vc disse? Uau!!! Cê tá muito bem informado, mano. Então o julgamento vai ser mais uma farsa pra ver se ferram o Dirceu? Quem vai vencer não é o direito? O voto vai ser político? Valeu, Fábio!!!

Reply
Fábio Pannunzio 27/05/2012 at 13:12

Só porque você quer, Péricles.

Reply
Marcelo G 28/05/2012 at 00:34

“Ver se ferram o Dirceu”… Meu Deus…

Reply

Leave a Comment