Deu no jornal Folha de São Paulo Notí­cias Polí­tica

Partido de Kassab vira 4ª força eleitoral após vitória no STF

O PSD de Gilberto Kassab conseguiu ontem uma vitória no STF (Supremo Tribunal Federal) que o credencia desde já como a quarta força eleitoral do país.

Criado no ano passado pelo prefeito de São Paulo, o partido teve reconhecido pelo STF o direito a ter propaganda eleitoral na TV e financiamento público proporcionais à sua bancada na Câmara -a quarta maior, com 48 dos 513 deputados.

Oito dos 11 ministros concordaram com a tese. A decisão, que ainda será proferida hoje, já que Cármen Lúcia não estava presente, também possibilitará ao PSD cargos nas comissões do Congresso.

Até ontem, a regra dava tempo na propaganda eleitoral de TV e financiamento público significativos só às siglas que tivessem eleito deputados federais em 2010. Como o PSD foi criado em 2011, era tratado como “nanico”.

Ontem, a maioria dos ministros entendeu que, como todos os deputados agiram com respaldo legal ao saírem de seus partidos originais para integrarem o PSD, esses políticos carregaram consigo os votos que tiveram em 2010.

A decisão beneficia todos os candidatos a prefeitos que se aliaram à nova sigla, entre eles o candidato à Prefeitura de São Paulo José Serra (PSDB), que se aliou a Kassab e agora passa a ter o maior tempo na propaganda eleitoral que começa em agosto, à frente do seu principal adversário, Fernando Haddad (PT).

Além disso, Kassab agora ganha força para emplacar o seu ex-secretário de Educação Alexandre Schneider como vice na chapa de Serra.

Kassab afirmou à Folha que é “natural” que o vice não seja um nome filiado ao PSDB. “Confio no talento de Serra para a escolha.”

Secretário-geral do PSD, Saulo Queiroz diz que torna-se “absolutamente natural”, Serra optar por Schneider.

Com a decisão de ontem, o partido deve arrecadar R$ 1,6 milhão por mês, além de cerca de 2 minutos em cada bloco de 30 minutos da propaganda eleitoral. Kassab comemorou a decisão do STF e disse que ela consolida “um partido bem estruturado”.

Segundo o TSE, o PSD tirou votos de 20 siglas, inclusive do PT. O DEM, antigo partido de Kassab, foi o que mais perdeu. O senador Agripino Maia, presidente do DEM, diz que a alteração não muda o rumo das eleições municipais. “O jogo já estava jogado”, disse, lembrando que termina sábado o prazo para a escolha de candidatos.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Partido de Kassab vira 4ª força eleitoral após vitória no STF – 29/06/2012.

Comentários

Related posts

Delações da Odebrecht colocam Temer no colo de Eduardo Cunha

Fábio Pannunzio

Abstenção prejudica mais Serra do que Dilma

Fábio Pannunzio

Lugo promove torturadores de militantes refugiados no Brasil

Fábio Pannunzio

Leave a Comment