Deu no jornal Folha de São Paulo Notí­cias Polí­tica

Deputado federal renuncia ao mandato depois de deixar PT

O deputado federal Maurício Rands (PE) formalizou ontem a renúncia ao seu mandato. A decisão ocorre poucos dias após ele deixar o PT, em represália à interferência da direção nacional do partido na definição do candidato petista em Recife.

A interlocutores ele afirmou que preferiu renunciar ao mandato a enfrentar um processo de cassação por infidelidade partidária. De acordo com a legislação, nessas condições, o mandato pertence ao partido, e não ao político.

A formalização da renúncia foi feita em texto lido no plenário da Câmara dos Deputados. Antes, ao deixar o PT, Rands divulgara uma carta na qual criticava seu antigo partido.

“Concluí que esgotei por inteiro minha motivação e a razão para continuar lutando por uma renovação no PT. Na luta pela renovação do partido, no Recife e em outros lugares, têm prevalecido posições da direção nacional, adotadas autoritária e burocraticamente, distantes da realidade dos militantes na base partidária”, escreveu o deputado, que era filiado ao PT há mais de 20 anos.

O desligamento de Rands ocorre em meio à uma crise petista na capital pernambucana.

A direção nacional do partido interveio na cidade para anular prévia que poderia levar à escolha do atual prefeito, João da Costa, do qual o agora ex-deputado é adversário.

No lugar dele, foi escolhido o senador Humberto Costa.

Rands afirmou que irá apoiar o candidato do PSB à prefeitura, Geraldo Júlio.

Beba na fonte: Folha de S.Paulo – Poder – Deputado federal renuncia ao mandato depois de deixar PT – 07/07/2012.

Comentários

Related posts

Pela preservação da Voz do Brasil

Fábio Pannunzio

Governo fez liberação atípica de verba no dia de ‘acordão’ na CPI

STF confirma quebra nacional de sigilos bancário, fiscal e telefônico da Delta

5 comments

Joao Florentino DaSilva 08/07/2012 at 02:07

Ta certo! O mandato pertence ao partido! Perfeito! Muito democratico isso! Se nao me engana a memoria, esse partido e’ o comunista pt, nao e’? E a massa ignorante e cega, e’ claro, vai aplaudir de pe’ e reforcar os votos para o candidato vermelho, que e’ nomeado de acordo com os interesses, nao da sociedade “povo”, mas de acordo com os interesses da sociedade “quadrilha”. Salve-se quem puder e quem sair por ultimo, nao se preocupe em apagar a luz, porque esta ja foi roubada.

Reply
bedot 07/07/2012 at 15:34

Esse defensor de mensaleiros, plenamente atuante (a favor dos bandidos) na CPI dos Correios, está apenas sendo oportunista. Viu que o caldo entornou para o PT em seu Estado, que faltam lideranças fortes para o partido, e está se bandeando para o colo do Chico Buarque Jr., de olho na sucesso ao Governo do Estado em 2014, quando Campos não poderá concorrer. Se fosse um sujeito virtuoso, aceitaria a derrota nas prévias do partido e declararia seu imediato apoio à reeleição do vencedor, o atual prefeito João da Costa, dificultando o dedaço da Executiva Nacional. Mas não. Mancomunado com Campos, esperou o açodamento de Lula na imposição do sanguessuga da voz fina, o conhecido Humcerto Bosta, e ganhou o pretexto para esse discursinho de falsa indignação. A postura de Rands é tão bonita quanto seu rosto.

Reply
Lucas 07/07/2012 at 18:24

Falou tudo,bedot!

Reply
Rosaly Correa da Silva 07/07/2012 at 11:29

Mais um que demonstra caráter. Vamos desejar-lhe boa sorte em nova filiação.

Reply
Flávio Furtado de Farias 07/07/2012 at 10:46

Natural, se a bandeira de Rands não é a bandeira do Partido, então tomou a posição correta. Sai do PT e busca nova bandeira ou a constrói.

Reply

Deixe um comentário para bedot Cancel Reply