CPI do Cachoeira Deu no jornal Notí­cias Polí­tica

Demóstenes Torres desperta constrangimento no MP

O constrangimento e, ao mesmo tempo, o corporativismo marcaram os primeiros dias de trabalho de Demóstenes Torres no Ministério Público (MP) de Goiás, depois de uma ausência de 13 anos. O ex-senador, que reassumiu o cargo de procurador de Justiça após a cassação no Senado há 15 dias, dá expediente na sede do MP em Goiânia desde a última sexta-feira, 20. Ele aparece para trabalhar, mas por poucas horas no dia.
Demóstenes prefere as manhãs, quase não é visto à tarde e sobe ao terceiro andar — onde está seu gabinete — por um elevador lateral e pouco usado, com acesso direto à garagem. Nesta quinta-feira, o ex-senador deixou seu gabinete às 12 horas e só retornou, quatro horas e meia mais tarde, para uma reunião com uma pessoa que o aguardava, já há uma hora. Por mês, ele ganha R$ 24 mil.
O constrangimento é tanto que promotores relatam ser alvo de piadas de réus em audiências na Justiça, pelo fato de o MP acolher o senador cassado por colocar o mandato a serviço do bicheiro Carlinhos Cachoeira. Mesmo assim, a cúpula da instituição — comandada pelo irmão de Demóstenes, Benedito Torres Neto, procurador-geral de Justiça — até agora vem blindando o ex-senador nos procedimentos abertos para investigar as relações do agora procurador de Justiça com Cachoeira.

Beba na fonte: No MP, Demóstenes Torres desperta constrangimento – O Globo.

Comentários

Related posts

Polícia acha arsenal em reconstituição de assassinato de diretor da Yoki

Fábio Pannunzio

FHC ganha lugar de honra na mesa de Obama. “O Cara” não compareceu.

Fábio Pannunzio

Explicações que não explicam numa nota que não diz nada

1 comment

Geraldo Magno de Miranda 27/07/2012 at 08:26

QUANTO SERÁ O PESO ESPECÍFICO DA MADEIRA DA CARA DESTE SUJEITO?

Reply

Leave a Comment