Corrupção Deu no jornal Estadão Notí­cias Polí­tica

Caso Maluf: advogado inglês anuncia que vai recorrer até a última instância

Fausto Macedo

O advogado David Steenson, que representa as offshores Kildare e Durant perante a Corte Real de Jersey na ação em que a Prefeitura de São Paulo busca repatriar US$ 22 milhões – dinheiro supostamente desviado dos cofres públicos municipais na gestão do deputado e ex-prefeito Paulo Maluf (1993-1996) -, informou que vai recorrer a “todos os tribunais disponíveis, caso necessário, de qualquer decisão adversa tomada em primeira instância”.

Em comunicado oficial enviado ao Estado, Steenson destaca que a defesa vai insistir categoricamente na versão de que a prefeitura não é a parte legítima para a demanda, mas a antiga Empresa Municipal de Urbanização (Emurb). No governo Maluf, e mesmo antes e depois, a Emurb era responsável pela contratação de empreiteiras para grandes obras viárias.

O Ministério Público Estadual (MPE) sustenta que Maluf teria recebido recursos desviados da construção da Avenida Água Espraiada, depois rebatizada de Avenida Roberto Marinho, na Zona Sul da Capital. Parte desse dinheiro teria sido remetido para contas daquelas offshores, Kildare e Durant. O ex-prefeito nega desvios em sua gestão.

Na última sexta feira, 27, o Estado informou que a Justiça de Jersey rechaçou as principais teses da defesa na ação de repatriação do dinheiro. A decisão, do juiz Howard Page, da Corte Real de Jersey, foi publicada no site da corte da ilha britânica. Argumentos sobre a falta de competência da Prefeitura para entrar com a ação e suposta prescrição dos atos atribuídos ao ex-prefeito não foram considerados válidos pela Justiça de Jersey.

Beba na fonte: Caso Maluf: advogado inglês anuncia que vai recorrer até a última instância – politica – politica – Estadão.

Comentários

Related posts

João Santana ‘deletou’ conta de e-mail para evitar curiosidade da PF

Fábio Pannunzio

MPF denuncia de novo o deputado José Riva, o político mais processado do País

Fábio Pannunzio

1865, o ano que não acabou

Fábio Pannunzio

Leave a Comment