Deu no jornal Estadão Mensalão Notí­cias Polí­tica

Advogado de Jefferson deve citar Lula no julgamento do mensalão

O Estado de S.Paulo

O julgamento do mensalão será retomado nesta segunda-feira, 13, com a defesa do presidente do PTB, Roberto Jefferson, autor da denúncia que expôs o escândalo, em 2005. Aos ministros do Supremo Tribunal Federal, seu advogado deverá questionar por que o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi incluído no processo do mensalão. A sessão começa às 14h e será transmitida ao vivo pela TV Estadão.

 

Roberto Jefferson tornou público o caso em 2005

A alegação já foi levada ao tribunal repetidas vezes, todas rejeitadas. Um dos integrantes da Corte afirmou reservadamente que o nome de Lula não foi incluído no processo por estratégia do Ministério Público. Se Lula fosse denunciado as investigações ficariam travadas.

Contra Roberto Jefferson pesa acusação de ter recebido R$ 4,5 milhões no esquema, depois de ter fechado um acordo em que o PT teria prometido entregar R$ 20 milhões ao PTB. O advogado de Jefferson seguirá o mesmo roteiro dos demais réus. Confirmará que houve repasses de recursos, como acusa o Ministério Público, mas insistirá na tese de que o dinheiro era parte de um acordo eleitoral entre PTB e PT. Assim, tentará livrar seu cliente das acusações de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro.

Serão ouvida a defesa ainda de mais quatro réus: o ex-deputado Bispo Rodrigues (ex-PL, atual PR-RJ); o ex-deputado Romeu Queiroz (PSB-MG), do PTB na época do escândalo; o ex-deputado José Borba (PMDB-PR) e Emerson Palmieri, então primeiro secretário do PTB.

Segundo o Ministério Público, Bispo Rodrigues recebeu R$ 150 mil do esquema para votar a favor do governo. Sua defesa afirmará que o dinheiro recebido era para pagar dívidas de campanha de 2002. Romeu Queiroz, atual deputado pelo PSB, teria recebido R$ 102 mil. Defesa vai confirmar recebimento do valor, mas que foi repassado ao PTB. Já a defesa de José Borba negará que o ex-deputado tenha recebido os R$ 200 mil, como sustenta a acusação.

Por fim, será a defesa de Emerson Palmeri, que teria recebido R$ 4 milhões do esquema para o PTB e teria ajudado na formalização do acordo em que o PT teria prometido R$ 20 milhões a sigla. De acordo com seu advogado, Palmeri apenas cumpria ordens.

Se não houver atrasos, a defesa dos réus será concluída até quarta-feira, 15. Na sequência, o relator do processo, o ministro Joaquim Barbosa, começa a leitura do seu voto, que pode levar até quatro dias para ser concluído.

Além de assistir pela página da TV Estadão, o internauta pode conferir informações também pelo perfil do Twitter (@EstadaoPolitica) e do Facebook (facebook.com/politicaestadao). O portal conta com o apoio de especialistas da escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a Direito GV, que durante as sessões vão explicar a linguagem e argumentação jurídica usada pelos ministros e advogados durante as sessões.

Comentários

Related posts

Apartamento de Dirceu em SP foi comprado por valor abaixo do avaliado

Promotor reitera tese de crime político no caso Celso Daniel

Fábio Pannunzio

Gastos com viagens triplicam no governo de Sérgio Cabral

4 comments

SideShow Bob 16/08/2012 at 13:18

José Marques, por que tanta gritaria (caixa alta)?

Realmente o Lula não estar nos bancos dos réus do mensalão é revoltante, porém, já era sabido que lá não estaria desde 2.007 quando a denúncia foi oficialmente recebida.

Pedir punição ao Sérgio Motta foi humor negro. Até mesmo, porque ele não fez nada de errado no processo de privatizações, a não ser não inserir nos ativos a serem privatizados, a Empresa de Correios e Telégrafos, a Eletrobrás, a Furnas, a Chesf, a Petrobrás e o Banco do Brasil.

Reply
JOSÉ MARQUES 13/08/2012 at 15:57

APENAS PARA CORRIGIR-ME ,13/08/2012 , segunda feira .

Reply
JOSÉ MARQUES 13/08/2012 at 15:55

agora são 15 horas e 40 minutos do dia 13 /08/2012 terça feira , e acabo de ouvir do sr. advogado de roberto jeferson,diante de todos ,no stf,que LULA ERA O MANDATÁRIO (O CABEÇA DOS CRIMES CITADOS POR ROBERTO JEFERSON E PELO PROCURADOR GERAL ) e acusou a demora do sr. procurador tambem. e reforçou a idéia de corrupção passiva de roberto jeferson e , como LULA não é um pateta , deve ser acusado de TRAIR A CONFIANÇA DA NAÇÃO ,E, QUE OS ACUSADOS DEVEM SAIR ALGEMADOS DESTA SENTENÇA.
RAPAZ , AGORA FICO PENSANDO , E O QUE IRÁ ACONTECER ENTÃO COM O JOSÉ SERRA , QUE CONTRA SI TEM MAIS PROVAS NO LIVRO “A PRIVATARIA TUCANA ” ,SIM POSSUI MAIS PROVAS CONTRA SI DO QUE OS ACUSADOS DO “MENSALÃO” , QUE IRÁ ACONTECER A JOSÉ SERRA ? A JOSÉ DIRCEU ? A LULA ? A FHC ? A SERGIO MOTTA ? A REVISTA VEJA ? RESPONDO EU A MINHA PERSONA ,QUE PERGUNTA : NADA ACONTECERÁ , POIS A REPÚBLICA TEM, EM SI MESMA , A CARACTERÍSTICA DE ISENTAR QUEM ADMINISTRA COM MÁS INTENÇÕES (boas para si) A COISA PÚBLICA , POIS ELA MESMA É A FÁBRICA DE CORRUPTOS , LOGO, TODOS ESTÃO DENTRO DAS POSSIBILIDADES REPUBLICANAS ; NADA ACONTECERÁ , POIS SE ACONTECER ,EFETIVAMENTE , HAVERÁ UMA LARGA PORTA DE SAÍDA PREMIADA AOS ACUSADOS . POIS NA REPUBLICA , É ASSIM QUE A BANDA TOCA ! A INICIATIVA PRIVADA AVANÇA NO QUE É PUBLICO , E PARA ISTO NECESSITA DE ATORES , ESTES SÃO ESTABELECIDOS NOS POSTOS E CARGOS SUPERIORES DO SISTEMA REPUBLICANO.
VALEU PANNUZZIO , O SITE TÁ BONITO. GRATO PELO ESPAÇO. agora são 15 horas e 55 minutos de 13/08/2012 .
josé marques

Reply
Airton 14/08/2012 at 23:48

José Marques você acredita no livro , certo ?
E porque até agora ninguém abriu um processo contra os citados pelo livro ?
Prevaricaram ?
Vc pergunta o que acontecerá a Sérgio Motta ? É possível se fazer algo contra quem morreu ?
Ou você não sabe que ele morreu ?

Reply

Leave a Comment