Blog do Pannunzio

Caixa e BB puxam alta de tarifa bancária

SHEILA D’AMORIM

Ao mesmo tempo em que anunciavam cortes nas taxas de juros como forma de estimular a economia em recessão no final de 2008 e início deste ano, os bancos reforçavam o caixa com a cobrança de tarifas bancárias, o que ajudou a engordar o lucro no período.

As instituições oficiais Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, que, por determinação do governo, foram as que primeiro acenaram ao público com a bandeira de redução de juros, são também as que mais aumentaram suas receitas com tarifas.

Segundo levantamento feito a partir do balanço das instituições financeiras, a Caixa é a recordista entre os cinco maiores bancos do país.

No primeiro semestre deste ano, a instituição controlada integralmente pelo Tesouro Nacional aumentou em 50,86% a renda com tarifas bancárias em relação ao mesmo período de 2008, passando de R$ 233,869 milhões para R$ 352,813 milhões.

No Banco do Brasil, a alta foi de 27,23%. As receitas somaram R$ 1,232 bilhão no primeiro semestre de 2008 e R$ 1,567 bilhão no mesmo período deste ano. Os principais concorrentes privados do BB e da Caixa Econômica também registraram alta nesses ganhos, mas foram mais modestos: Bradesco (11,78%) e Santander/Real (10,96%). Apenas o Itaú apresentou queda de 5%.

O ritmo de crescimento das receitas nos bancos oficiais é maior do que a ampliação da base de correntistas.

A Caixa encerrou junho deste ano com 6,35% a mais de clientes pessoas físicas do que em junho de 2008. O aumento nas empresas que operam com o banco foi de 7,62%. O BB calcula sua expansão pelo número de contas correntes, que é diferente, já que um mesmo cliente pode ter várias contas.

O crescimento nas contas de pessoas físicas, no período, foi de 20%, e entre as empresas, chegou a 23%.

Se você é assinante clique aqui para ler a íntegra no site da Folha.

Related posts

Tuma Júnior anunciará afastamento do cargo por 30 dias

Encontro de frente tucana começa com duas horas de atraso

dia de faxina no TJ de MAto Grosso. Mais um desembargador é aposentado compulsriamente pelo CNJ

Leave a Comment